Caxias reforça busca ativa por pessoas com segunda e terceira doses em atraso

Caxias reforça busca ativa por pessoas com segunda e terceira doses em atraso

Cerca de 23 mil pessoas estão com a segunda dose em atraso e cerca de 25 mil com a terceira

Celso Sgorla

Mesmo com a busca ativa, é essencial que a comunidade fique atenta à sua carteira de vacinação

publicidade

Para buscar diminuir o número de caxienses com segunda e terceira doses em atraso, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Caxias do Sul amplia o trabalho de rastreio em busca de quem já poderia ter se imunizado completamente. As equipes das Unidades Básicas de Saúde e Vacinadoras (UBSs e UBVs) estão realizando um pente-fino nas listagens de pessoas que já foram vacinadas e fazendo a busca ativa daqueles que não retornaram para segunda ou para terceira doses. Cerca de 23 mil pessoas estão com a segunda dose em atraso. Em relação à terceira dose, são cerca de 25 mil pessoas.

“A Atenção Primária em Saúde, além de realizar a vacinação desde o momento em que iniciou a campanha, sempre fez busca ativa e agora está fortalecendo esse trabalho. As equipes de saúde estão verificando cada planilha, extraída do sistema de informações do Estado, e buscando o contato para lembrar essas pessoas da importância de fazer a vacina para que possamos chegar em uma alta cobertura vacinal”, explica a diretora da Atenção Primária em Saúde, Vanusa Prestes Perini.

Embora as Unidades façam a busca ativa, é essencial que a comunidade fique atenta à sua carteira de vacinação e procure os pontos onde há doses disponíveis. As equipes de saúde nem sempre conseguem contato com os usuários, em função de números de telefones desatualizados ou inexistentes. Quem se vacinou com CoronaVac/Butantan tem intervalo de 21 dias entre primeira e segunda dose; já quem recebeu Pfizer/BioNTech ou AstraZeneca/Oxford, faz a segunda aplicação oito semanas após a primeira. A terceira dose está liberada para toda a população de 18 anos ou mais que fez a segunda dose de qualquer imunizante há cinco meses ou mais e também para quem tem imunossupressão e recebeu a segunda injeção há 28 dias.

Veja Também


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895