Central Única das Favelas de Frederico Westphalen comemora 12 anos

Central Única das Favelas de Frederico Westphalen comemora 12 anos

ONG beneficia 3 mil crianças e jovens, além de 800 idosos

Agostinho Piovesan

A instituição desenvolve dezenas de atividades sociais, educativas, culturais e esportivas

publicidade

A Central Única das Favelas (Cufa) de Frederico Westphalen, no Norte do Estado, completou 12 anos de atividades nesta quarta-feira. Desde o início, a instituição vem desenvolvendo dezenas de atividades sociais, educativas, culturais e esportivas em favor de 3 mil crianças e jovens, além de 800 idosos, semanalmente.

Segundo o coordenador da Cufa, Roberto Torres Júnior, a ONG promove oficinas culturais, esportivas e capacitações profissionais nas mais diversas áreas. “Atendemos pessoas das cidades de Frederico Westphalen, Seberi, Pinheirinho do Vale, Passo Fundo, Alpestre, Nonoai, Itatiba do Sul, no Rio Grande do Sul, além dos municípios de Águas de Chapecó e Chapecó, em Santa Catarina.

Do aterro sanitário a um sonho

O coordenador disse que a Cufa conseguiu uma área, onde por muitos anos funcionava um aterro sanitário, transformou o local e construiu o primeiro Centro Cultural de Frederico Westphalen, inaugurado em 16 de dezembro de 2018. “O Centro Cultural e de Desenvolvimento Social Leonir Ângelo Balestreri sedia várias atividades e é também sede da CUFA local, sendo que o mesmo foi financiado pelo sistema Pró-Cultura RS, junto com outros parceiros, sendo considerado um dos maiores investimentos na cultura no interior do Estado”, observa.

Torres Júnior disse que o espaço se tornou, em 2020, de relevante interesse cultural do Estado do Rio Grande do Sul, com o PL 319/2019. “O local, durante a pandemia do Covid-19, recebeu, armazenou e distribuiu mais de 100 toneladas em donativos auxiliando a milhares de famílias”. Ele lembra que o Centro Cultural oferece oficinas culturais para crianças e jovens, entre as quais, fotografia, dança, teatro e circo.

Ações para a juventude

A Cufa desenvolve diversos projetos e eventos, voltados aos jovens do município de Frederico Westphalen, na área da cultura, lazer, esporte e capacitações profissionais. No início das suas atividades criou em 2010 o Dia Municipal de Prevenção às Drogas com a campanha Crack Nem Pensar.

A Semana Estadual da Juventude é um desses exemplos, realizada nos anos de 2016 e 2017 a fim de debater junto aos jovens, direitos, deveres, cultura, empregabilidade, políticas públicas e enfatizar o empoderamento dos mesmos.

O Festival da Juventude maior evento do interior do Estado voltado para toda a comunidade, já atraiu milhares de jovens em suas quatro edições, contando também com ilustres presenças como a do Rapper MV Bill, em 2015, de Rene Silva (fundador do jornal Voz da Comunidade-Complexo do Alemão/RJ), em 2016, e do Rapper Emicida, em 2017, entre outros. Em 2015 a CUFA Frederico Westphalen propôs a criação da Lei do Dia Municipal da Juventude.

A instituição também desenvolve oficinas em dois programas Estação Juventude 2.0 no Estado, sendo um no município de Seberi e outro em Pinherinho do Vale. A iniciativa é uma realização da Secretaria Nacional da Juventude, Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Governo Federal, com iniciativas de esporte, cultura e capacitação profissional.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895