Chuva torrencial provoca morte de 35 mil frangos em aviários de Nova Prata

Chuva torrencial provoca morte de 35 mil frangos em aviários de Nova Prata

Bueiros ficaram obstruídos e locais acabaram inundando

Por
Celso Sgorla

Chuva torrencial ocorreu na região durante a madrugada


publicidade

A forte chuva que caiu na madrugada deste domingo voltou a causar  transtornos e prejuízos pela região da Serra. A situação mais grave  ocorreu em Nova Prata. Na propriedade de Rogério Dall Agnol, na Linha Severino Ribeiro, um bueiro ficou obstruído e a água atingiu dois aviários, matando cerca de 35 mil frangos.

Conforme a  coordenadora da Defesa Civil do Município, Patrícia  Donadello Lovison, a chuva torrencial aconteceu entre  0h e 3h30min da madrugada deste domingo. Ela informou que  nesse período choveu cerca de 160mm causando,  além das mortes da aves, vários alagamentos em  residências  na área urbana da cidade e estragos em  vias secundárias do interior do município. Os prejuízos ainda estão sendo contabilizados.

A Ponte sob o Rio das Antas  que liga os municípios de Bento Gonçalves e Cotiporã pela ERS-431  foi interrompida novamente neste domingo, 12, em função do aumento do nível do Rio das Antas  que provocou a interrupção do tráfego entre os dois municípios.

De acordo com a prefeitura de Cotiporã, a alternativa para os motoristas que precisam se deslocar de um município para o outro é utilizar a BR- 470, por  Veranópolis, e posteriormente acessar  RS-359 até Cotiporã. Esse percurso aumenta o tempo de viagem em cerca de uma hora. Ainda, segundo a prefeitura, não há previsão para liberação da ponte.

Também na Serra, segue totalmente bloqueada a  ERS-448,  no Km 39,5, rodovia que liga Farroupilha à Nova Roma do Sul. Desvios por Antônio Prado e Pinto Bandeira.


Em Caxias do Sul, a Secretaria de Obras e Serviços Públicos (Smosp), trabalhou desde as primeiras horas deste domingo,12 para escoar a água da rua Bolivar Pedrotti Melgare, no Interlagos. No local, as galerias não deram conta da quantidade de água e chegaram a invadir a garagem de uma moradora. No interior houve  registro de quedas de árvores, mas sem interrupções de vias.