Coleiras identificam animais de rua em Sapucaia do Sul

Coleiras identificam animais de rua em Sapucaia do Sul

Projeto ainda consegue intermediar adoções de cães e gatos

Fernanda Bassôa

Cães e gatos são identificados com auxílio de coleiras

publicidade

Em apenas três meses, 200 coleiras fluorescentes já foram colocadas em cães e gatos de rua, em Sapucaia do Sul. O projeto “Coleira Fluorescente”, desenvolvido pelo grupo independente Simpatizantes da Causa Animal (Simca), que inicialmente visava chamar atenção de motoristas para evitar o atropelamento de animais, tomou proporções maiores. A coleira, parte fluorescente e parte reflexiva (para a noite), carrega um número que identifica o animal. 

Uma das idealizadoras da ação, a estudante de veterinária Grasiela Centeno, 39 anos, conta que o foco inicial era auxiliar na visibilidade dos animais, especialmente à noite. "Agora, o grupo consegue intermediar para a adoção”, disse. 

A empresária Lair Steffen, 49, explica que a numeração consta se macho ou fêmea, castrado ou não, cor, porte, tipo de pelo e em qual rua/bairro ele costuma ficar. “Desta forma, quando querem adotar, sabemos onde encontrá-lo”. A identificação também permite parcerias com clínicas da cidade para castrar, prioritariamente, as fêmeas. Interessados em participar, entrar em contato pelo e-mail: grasi_c@hotmail.com.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895