Construção de viaduto entre a ERS 040 e a ERS 118 passa para segunda etapa

Construção de viaduto entre a ERS 040 e a ERS 118 passa para segunda etapa

Com investimento de R$ 16 milhões, a previsão é concluir a obra na metade de 2019

Fernanda Bassôa

A estrutura fica no entroncamentos das rodovias

publicidade

A primeira metade das fundações do viaduto que está sendo erguido no entroncamento da ERS 040 com a ERS 118, em Viamão, está concluída. A segunda metade, que corresponde ao sentido contrário, será iniciada após a finalização da pista lateral. Conforme presidente da Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR), Nelson Lídio Nunes, até o final da semana deve ser concluída a concretagem da mesoestrutura, com a inserção dos pilares. “As equipes já iniciaram a colocação das vigas e do tablado no sentido Porto Alegre-Viamão. Parte da galeria está pronta e um muro de contenção, de 15 metros de altura, deverá ser erguido para que possamos dar resistência ao aterro e viabilizar o avanço da pista lateral.” 

Segundo ele, os desvios criados estão sendo suficientes para orientar o trânsito e estão proporcionando a mobilidade esperada. “Existem equipes fazendo a conservação das vias e a manutenção dos buracos para dar fluidez e evitar engarrafamentos. Queremos propor o menor desconforto possível aos usuários da rodovia.” Nos próximos dias, de acordo com o presidente, equipes iniciam a remoção de algumas benfeitorias que encontram-se na faixa de domínio da rodovia. “A comunidade está trabalhando de forma colaborativa, em conjunto, para que tenhamos uma obra de muito sucesso. Faremos intervenções, depois calçamento e sinalização do trecho.”

As chuvas dos últimos meses interferiram no avanço da galeria e da concretagem dos pilares, mas o cronograma não sofreu alterações e a previsão de conclusão continua para a metade do ano que vem, com possibilidade de concluir um dos lados do viaduto ainda este ano. “A empresa está cumprindo rigorosamente o que foi acordado, a produção é de qualidade e as equipes têm sido bem flexíveis e abertas ao diálogo.” A obra começou em julho e tem contrato de 12 meses, com investimento de R$ 16 milhões, e vai contribuir para desafogar o tráfego no local. O viaduto terá vão livre de 5,5 metros e pista dupla, prevendo futura duplicação da rodovia. Os recursos são da praça de pedágio de Viamão. 

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895