Dia da Comunidade Surda será comemorado neste sábado em Uruguaiana
capa

Dia da Comunidade Surda será comemorado neste sábado em Uruguaiana

A proposta do evento é divulgar o conhecimento da cultura surda aliando-se ao processo de conscientização

Por
Fred Marcovici

Integrantes de associação de apoio a deficientes auditivos em desfile do último Sete de Setembro

publicidade

O Dia da Comunidade Surda ocorre em Uruguaiana, no próximo sábado, em parceria entre a Universidade Federal do Pampa (Unipampa) Campus Uruguaiana, a Associação de Pais e Amigos de Surdos (Apasur) e a Federação Nacional de Educação e Integração dos Surdos (FENEIS). O objetivo da data é desenvolver a reflexão sobre os direitos e inclusão das pessoas com deficiência auditiva na sociedade. As atividades serão realizadas das 8h30min às 17h na sede da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL).

O evento tem como proposta divulgar o conhecimento da cultura surda aliada ao processo de conscientização. Durante a manhã, serão realizadas três palestras ministradas por dois profissionais surdos e um ouvinte CODA, sigla que designa criança ouvinte com pais ou responsáveis surdos. Na programação, participam a tradutora e intérprete de Libras, Maria Cristina Laguna, que trata da articulação de políticas públicas para surdos no Rio Grande do Sul, e o professor Augusto Schallenberger, especialista em educação inclusiva. À tarde, haverá espaço para oficinas dedicadas à temática. As atividades são gratuitas.

Segundo a professora Lídia Rodrigues dos Santos, há 16 alunos surdos na rede estadual de ensino e outros cinco na municipal. Conforme Lídia, o número é inferior a realidade existente na cidade e que, por uma série de motivos, como falta de intérpretes e dificuldade no núcleo familiar, eles não chegam às escolas. “As mãos rompem o silêncio e fazem a comunicação de quem não ouve, mas vê, sente e se emociona”, slogan da Apasur que conta com 55 associados.