Duas pontes estão com limitação de cargas no Centro do Estado
capa

Duas pontes estão com limitação de cargas no Centro do Estado

Um delas fica na divisa entre São Pedro do Sul e Cacequi e a outra na ERS 168, entre Santiago e São Luiz Gonzaga

Por
Renato Oliveira

A estrutura sobre o rio Piratini comporta 24 toneladas

publicidade

Em razão de problemas estruturais, duas pontes na região Central do Estado têm restrições ao trânsito. A travessia na localidade de São Lucas, divisa entre São Pedro do Sul e Cacequi, é de madeira e está em condições precárias. O limite de carga permitido é de 20 toneladas. Com 52 metros de comprimento e 5 m de largura, a estrutura localizada serve para escoar parte da safra de arroz e soja produzida nos dois municípios. As prefeituras de São Pedro do Sul e Cacequi informaram que vão construir uma nova ponte. O custo será de R$ 120 mil, sendo R$ 80 mil de ambos os municípios e R$ 40 mil de produtores. A previsão é concluir a obra em abril.

Já a ponte localizada sobre o rio Piratini, na ERS 168, entre os municípios de Santiago e São Luiz Gonzaga, tem carga máxima permitida de 24 toneladas. Nas cabeceiras, foram colocadas placas de sinalização alertando os motoristas. Segundo o Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer), a limitação de carga é para preservar a segurança dos motoristas até que haja um reforço na estrutura, obra que necessita de projeto específico e ainda não tem prazo para ser executada. A autarquia informa ainda que trânsito ocorre normalmente para veículos leves, e caminhões e bitrens podem fazer o desvio por São Borja (BR 285) e Santa Maria.