Empresariado de Bento Gonçalves apresenta demandas para Bolsonaro

Empresariado de Bento Gonçalves apresenta demandas para Bolsonaro

Presidente cumpriu agenda em Caxias do Sul nesta sexta

Celso Sgorla

Bolsonaro ouviu demandas de empresários de Bento Gonçalves

publicidade

Depois de cumprir agenda em Caxias do Sul na tarde desta sexta-feira (09) o presidente Jair Bolsonaro chegou no início da noite em Bento Gonçalves onde também foi recepcionado por apoiadores. Ele  seguiu para uma vinícola  no Vale dos Vinhedos para jantar onde foi recebido pelo prefeito municipal, Diogo Siqueira (PSDB) e por  lideranças empresariais do município.

O presidente recebeu de entidades empresariais  reivindicações  como da duplicação da BR-470, no trecho entre Bento e Nova Prata, melhorias na BR-116, concretização do Porto do Litoral , assim como outras necessidades relacionadas à melhoria da Fundaparque e outros projetos na área do turismo na região.

O setor moveleiro do município também apresentou suas demandas. O segmento quer mais facilidade para ter  acesso ao crédito, além de melhorar o financiamento à inovação. No ambiente das exportações, pedem a redução da carga tributária, simplificar a tributação sobre as operações de comércio exterior de bens e serviços, e a imunidade tributária das exportações para garantir a isonomia e ampliar a competitividade dos produtos e serviços brasileiros no mercado internacional.

O prefeito de Bento Gonçalves, Diogo Siqueira (PSDB) apresentou aos presidente Jair Bolsonaro solicitações de pautas importantes para cidade como aporte de recursos financeiros para finalização do Complexo Hospitalar de Saúde, que está em andamento no Município.

Além de buscar a duplicação da rodovia BR 470, entre os Municípios de Bento Gonçalves e Carlos Barbosa, na extensão de 23 Km.

Também foi reforçada a demanda do setor vitivinícola que versa sobre a criação da Zona Franca da Uva e do Vinho, em tramitação na Câmara dos Deputados, que prevê isenção de impostos para vinhos, espumantes e suco de uva.

O deputado federal Bibo Nunes (PSL), que acompanhou a comitiva, relatou um incidente, após um cozinheiro publicar nas redes sociais ataques ao presidente. O profissional iria fazer o jantar para Bolsonaro. Segundo o deputado, ele irá responder à Justiça pelos ataques ao presidente.

Jair Bolsonaro vai pernoitar nas instalações do  6º Batalhão de Comunicações do Exército, em Bento Gonçalves, onde passa a noite.

Na manhã do sábado, 10 de julho, ele deixa Bento Gonçalves em direção a Porto Alegre, onde participa de uma motociata e de um almoço com empresários gaúchos.

 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895