Entidade ecológica denuncia corte de centenas de árvores nativas em Passo Fundo

Entidade ecológica denuncia corte de centenas de árvores nativas em Passo Fundo

Relatório e fotos foram enviados ao Ministério Público

Por
Agostinho Piovesan

O caso está sendo encaminhado ao setor de fiscalização para que os fatos sejam averiguados


publicidade

O Grupo Ecológico Sentinela dos Pampas (GESP) de Passo Fundo recebeu denúncia de desmatamento de centenas de árvores nativas nas margens da estrada de Passo do Chinelo, no interior do município. A entidade encaminhou relatório e levantamento fotográfico à secretaria de Meio Ambiente e ao Ministério Público local.

Segundo o presidente da GESP, Paulo Fernando Cornélio, na metade deste mês, numa área próxima a uma rede elétrica rural, foram cortadas árvores de pequeno, médio e grande porte. “Aproximadamente uma centena de indivíduos arbóreos foram eliminados, sendo que foi possível identificar angicos, canelas, sete capotes, pitangas, entre outras espécies”, disse.

Algumas das árvores possuíam epífitas (bromélias) em seus troncos. “Destacamos que, mesmo com a possibilidade de licenciamento ambiental (caso possuir), os fatos devem ser analisados pelos órgãos responsáveis em virtude do número grande de árvores cortadas e em alguns locais, o distanciamento da fiação elétrica é questionável”, analisa.

O secretário de Meio Ambiente, Rubens Astolfi, informou que o caso está sendo encaminhado ao setor de fiscalização para que os fatos sejam averiguados e para saber se esta foi uma atividade com ou sem licença ambiental. “Será realizada uma vistoria no local”, informou.

O promotor de Justiça de Passo Fundo, Paulo Cirne, disse que o procedimento padrão para situações como essa é solicitar a fiscalização da secretaria de Meio Ambiente e do Batalhão Ambiental da Brigada Militar. “Com base nesses dados, se for confirmada a irregularidade, estamos aptos a notificar o responsável para audiência cível, visando à recuperação do dano. E abrir o processo criminal, que tramita no Fórum de Passo Fundo”, observa.

O GESP de Passo Fundo recebe e tenta dar encaminhamentos a denúncias relacionadas a desmatamento, poda irregular, morte de peixes, esgoto irregular e outros problemas relacionados ao meio ambiente.