Equipes fiscalizam funcionamento do comércio em Parobé
capa

Equipes fiscalizam funcionamento do comércio em Parobé

Descumprimento das normas de prevenção ao coronavírus pode gerar autuação, multa e interdição

Por
Stephany Sander

publicidade

A sexta-feira em Parobé foi marcada pelo trabalho de orientação do comércio quanto às regras do decreto municipal de combate ao coronavírus. Agentes do setor de Fiscalização circularam por estabelecimentos no centro da cidade e em diversos bairros, alertando que o comerciante que descumprir as medidas, como o uso de máscara por funcionários e clientes, está sujeito a autuação, multa e interdição. "Nosso intuito não é fechar o comércio, pois, desde o princípio da pandemia, lutamos pelo direito das nossas atividades comerciais se manterem ativas, conservando postos de trabalho e renda. Mas, para isso, é preciso que todos colaborem e cumpram com as determinações para que possamos passar por está pandemia preservando vidas ao mesmo tempo que reduzimos o impacto na econimia da cidade", explicou o prefeito Diego Picucha.

As ações devem seguir na próxima semana, assim como as atividades educativas que consistem em orientar sobre o uso e distribuir máscaras para a população. Na quinta-feira, moradores da área central receberam os itens. Parobé, que até o início da semana não tinha casos de coronavírus, totaliza dois moradores com a doença. O primeiro caso é de um caminhoneiro de 54 anos, que esteve em viagem a São Paulo recentemente, e o outro refere-se à esposa dele, de 45 anos, que já cumpria isolamento. Segundo boletim desta sexta-feira, 135 casos suspeitos são monitorados na cidade.