ERS 118 receberá obras de interseção em Gravataí

ERS 118 receberá obras de interseção em Gravataí

Intervenções, autorizadas nesta segunda pelo governo estadual com aporte de R$ 28 milhões, incluem trincheira no acesso ao Distrito Industrial e viaduto

Fernanda Bassôa

Com cerca de um quilômetro de extensão, a obra de interseção deverá ser entregue em 18 meses

publicidade

A ERS 118 receberá obras de intersecção com o Distrito Industrial de Gravataí, na Região Metropolitana. A ordem de início foi assinada nesta segunda-feira pelo governador Ranolfo Vieira Júnior. O conjunto de intervenções, que inclui uma trincheira no acesso ao distrito e um viaduto com a avenida Centenário, vai receber investimento de R$ 28 milhões em recursos do Estado. Com cerca de um quilômetro de extensão, a obra deverá ser entregue em 18 meses e visa qualificar a segurança viária do local. Também foi assinada a ordem de início para a construção de uma passarela no km 2,5 da rodovia, em Sapucaia do Sul, com aporte de R$ 4,6 milhões. Os investimentos fazem parte do programa estadual Avançar.

O governador também participou da inauguração de passarelas de pedestres na ERS 118. A travessia em Sapucaia do Sul, no km 5, tem 77 metros de comprimento e foi construída com investimento de R$ 4,5 milhões do Estado. Já a estrutura em Cachoeirinha, no km 10, tem 61,8 metros e recebeu aporte de R$ 3,9 milhões. As duas passarelas contam com telha metálica e iluminação noturna e foram instaladas para proporcionar mais segurança para a população que se desloca entre os dois lados da rodovia. O prefeito de Sapucaia do Sul, Volmir Rodrigues, acompanhou a comitiva na via estadual. “Em nome da comunidade sapucaiense, agradecemos pela passarela, que significa para a comunidade mais segurança, economicidade e, acima de tudo, vidas preservadas.” Rodrigues também solicitou ao governador uma nova passarela em frente à UPA e uma interseção na ERS 118 para acesso ao Distrito Industrial de Sapucaia.

Também em Gravataí, ocorreu a inauguração oficial do posto do Comando Rodoviário da Brigada Militar (CRBM), no km 12,5. A estrutura vai concentrar atividades de policiamento da rodovia e planejamento de operações, fiscalização de trânsito, transbordo de cargas e combate à criminalidade. Em abril do ano passado, o governo assinou um termo de cooperação com a GLP para a construção do posto. A obra foi assumida pela empresa e não teve custos para o Estado, que está disponibilizando os recursos humanos, equipamentos e veículos para atuação do CRBM no local. Ao custear o posto, a GLP recebeu autorização do Daer para a construção do acesso à empresa na ERS 118.

Veja Também


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895