Escola cívico-militar de Uruguaiana é certificada pelo governo federal

Escola cívico-militar de Uruguaiana é certificada pelo governo federal

Instituição atende turmas do 6º ao 9º ano

Fred Marcovici

Escola de Uruguaiana tem 496 alunos inseridos no sistema

publicidade

O Ministério da Educação certificou nesta quarta-feira, em cerimônia no Palácio do Planalto, 43 escolas do ensino básico da rede pública de diversos estados, municípios e o Distrito Federal, que aderiram ao Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares (Pecim). A escola cívico-militar de Uruguaiana, Elvira Ceratti (CAIC), foi uma das agraciadas.

Conforme o governo federal, a iniciativa busca reconhecer as escolas que adotaram o modelo de gestão na área educacional, didático-pedagógica e administrativa. Durante o evento, que contou com participação do Presidente da República, Jair Bolsonaro, e do Ministro da Educação, Milton Ribeiro, também foram anunciadas novas vagas para 2022. Para o ano que vem, o Pecim abrirá 89 novas vagas, antecipando a meta prevista de 216 escolas para 2023.

Participaram da certificação, o Distrito Federal e os seguintes estados: Acre, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima, Tocantins, Bahia, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Veja Também

Escola cívico-militar de Uruguaiana

A Escola Municipal de Ensino Fundamental recebeu em 2020 o modelo cívico-militar. O educandário possui 496 alunos inseridos no sistema que compreende turmas do 6° ao 9° ano. “A escola foi escolhida devido a sua localidade e abrangência, sendo que os resultados serão colhidos no presente e no futuro, servindo para essa e para as futuras gerações. Uruguaiana se sente orgulhosa e agradecida pela sua escola cívico-militar que é modelo para todo o país”, disse o prefeito Ronnie Mello, que na semana passada acompanhou as atividades realizadas em homenagem ao Dia da Bandeira e a Semana da Consciência Negra. Atualmente são cinco militares atuando como monitores. Eles desenvolvem projetos de valores e atividades cívicas. 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895