Escola do interior de Ipê desenvolve projeto de agroecologia

Escola do interior de Ipê desenvolve projeto de agroecologia

Alunos têm à disposição uma horta, pomar, composteira e relógio de plantas medicinais

Celso Sgorla

O Sementes do Amanhã acontece uma vez por semana

publicidade

Estudantes da Escola Municipal Plácido Damiani, localizada no interior do município de Ipê, na Serra gaúcha, estão desenvolvendo um projeto que visa estimular nos jovens a agricultura sustentável baseada na Agroecologia. O projeto começou há dois anos e, neste ano, foi denominado como “Sementes do Amanhã” e está sendo realizado no contraturno das aulas, uma vez por semana.

Participam do projeto 25 alunos do 6º ao 9º ano selecionados a partir de critérios estipulados pela escola. Para desenvolverem o conhecimento de forma prática, os alunos têm a disposição uma horta, pomar, composteira e relógio de plantas medicinais. Também estão sendo abordados conceitos de sustentabilidade, agroecologia e economia verde. “A partir da autorização da Secretaria de Educação e Cultura para realizar o projeto no contraturno das aulas, ele ganhou uma nova dimensão, possibilitando inclusive visitas de campo em propriedades rurais que já adotam essas práticas”, afimou a professora Enedina Zanotto Pontel.

Segundo o professor Maico Parisoto, a ideia surgiu em função de o município ter o título de Capital Nacional da Agroecologia desde 2010 e por ser uma escola do campo. Além disso, a  maioria dos alunos residem na área rural e podem levar a ideia para suas famílias. Para o professor, os resultados esperados com esse projeto são o envolvimento dos alunos com os temas de sustentabilidade e agroecologia, formando agentes transformadores da realidade onde estão inseridos. Para a diretora Josmari Maziero Ferreira, “está sendo muito gratificante ver o envolvimento dos alunos com o tema, já que todos têm sua subsistência oriunda da agricultura convencional e, assim, podemos plantar essa semente da agroecologia neles” destacou.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895