Falta de chuva afeta abastecimento no interior de Santa Cruz do Sul
capa

Falta de chuva afeta abastecimento no interior de Santa Cruz do Sul

A zona rural do município recebe uma média de 40 mil litros de água por dia por meio de caminhões-pipa

Por
Otto Tesche

publicidade

A escassez de chuva nas últimas semanas e o forte calor, já provocam problemas de abastecimento de água em diversas localidades do interior de Santa Cruz do Sul. O secretário de Meio Ambiente, Saneamento e Sustentabilidade, Raul Fritsch, informou que a zona rural recebe uma média de 40 mil litros, diariamente, por meio de caminhões-pipa. As fontes alternativas, como vertentes e sangas, não estão dando conta da demanda.

As localidades mais afetadas pela estiagem são General Osório, Vitorino Monteiro, Linha Brasil, Linha Hamburgo, Linha Júlio de Castilhos e São Martinho, todas na região do distrito de Monte Alverne. Outras regiões atingidas são Cerro Alegre Baixo, São José da Reserva, Reserva dos Kroth, Rio Pardinho e Rincão dos Oliveiras. O secretário afirma que a média de água fornecida neste início de verão já é superior à de anos anteriores. “Estamos conseguindo manter tudo sob controle. Implantamos sistemas hidráulicos no interior para sanar problemas em diversas localidades. A escassez é pontual”, explica.

A água distribuída com os caminhões-pipa se destina ao consumo humano de forma prioritária, mas também para animais e uso geral se houver excedente. Fritsch destaca a importância do consumo consciente. “O fundamental é evitar o desperdício. Tudo tem um custo”, alerta. As solicitações de água devem ser feitas das 8 às 14 horas pelo telefone (51) 3713-8242, da Secretaria do Meio Ambiente, Saneamento e Sustentabilidade.

O município vizinho de Sinimbu realiza uma campanha para redução do consumo em consequência da escassez de chuva. A zona urbana é abastecida com oito poços artesianos. Os motores são desligados entre três e quatro vezes por dia. A administração municipal recomenda que os moradores providenciem caixas d'água para armazenamento.

A população carente de Sinimbu recebe assistência do Centro de Referência em Assistência Social (Cras), por meio de bombonas com 20 litros diariamente. Em Pinhal, uma carga de 5 mil litros de água não potável foi disponibilizada para uso doméstico. Outras localidades da zona rural também deverão receber conforme a necessidade.