capa

Força-tarefa contra mosquito vistoria 101 ruas em Santa Cruz do Sul

Operação na cidade, que tem cinco casos confirmados de dengue, incluiu visita a 7,4 mil casas

Por
Otto Tesche

Trabalho envolveu a aplicações de larvicidas em dois bairros

publicidade

A megaoperação de combate à dengue em Santa Cruz do Sul no sábado atingiu 7.463 residências nos bairros Santo Inácio e Universitário, beneficiando população total de 9.961 habitantes das duas áreas. Dados da Defesa Civil apontam que 261 pessoas estiveram envolvidas na ação, divididas em 65 equipes, com o objetivo de exterminar os focos do Aedes aegypti na cidade. Houve vistoria em 101 ruas, 15 limpezas de terrenos baldios, com o carregamento de 18 caminhões com entulhos, 26 aplicações de larvicidas, 11 notificações de residências habitadas sem a presença dos moradores no local e 26 aberturas de imóveis e terrenos abandonados. Até agora, cinco casos da dengue foram confirmados em Santa Cruz do Sul, o que já é considerado um surto.

O secretário municipal de Saúde, Régis de Oliveira Júnior, disse que a força-tarefa trouxe resultados positivos e significou o primeiro passo do município em resposta ao surto de dengue registrado em Santa Cruz do Sul. Entretanto, ele observa que ainda há muito trabalho para ser feito. “Tivemos a participação coletiva e o empenho de muitos servidores municipais, além do apoio fundamental do Exército. A população também colaborou e se engajou nas atividades”, afirmou. A ação de sábado envolveu quatro caminhões, duas retroescavadeiras, dois ônibus, oito veículos leves, um micro-ônibus e uma ambulância.

Ainda no sábado as equipes começaram a fazer uma varredura no Cemitério Municipal. Durante esta semana essas ações devem continuar e, para o próximo sábado, está agendada megaoperação no bairro Arroio Grande. A previsão é de que cerca de 400 pessoas estejam envolvidas. “O bairro é maior e há necessidade de envolver mais pessoas na ação”, explica o secretário de Saúde.