Funcionários protestam contra diretoria da Cosulati em Pelotas

Funcionários protestam contra diretoria da Cosulati em Pelotas

Manifestação ocorre na iminência da cooperativa encerrar suas atividades a qualquer momento

Angélica Barcellos

Funcionários protestaram com caixa de som e grandes faixas

publicidade

Cerca de 40 funcionários e ex-funcionários da Cooperativa Sul Riograndense de Laticínios (Cosulati) protestaram nesta sexta-feira contra a direção da cooperativa em Pelotas. Com caixa de som e grandes faixas, eles permaneceram em frente à sede localizada na Praça 20 de Setembro durante parte da manhã e da tarde.

Conforme o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Alimentação de Pelotas, Lair de Mattos, o protesto ocorre na iminência da empresa encerrar suas atividades a qualquer momento. “Os salários estão atrasados há três meses, o fundo de garantia também não está sendo depositado há seis anos, o 13º do ano passado não foi pago. São inúmeros trabalhadores demitidos que ainda não receberam sua rescisão”, conta.

O presidente destaca ainda que a dívida da Cosulati aumentou após a posse da atual diretoria, em 2018. “Há duas propostas de parceria com outras cooperativas para que a  Cosulati não feche, então tem solução”, opina. O liquidante da Cosulati, Almir Fernando Miguel Mendonça, confirmou a existência das duas propostas que estão em análise. “Assim que tiver qualquer posição concreta, podemos falar. Estamos encerrando o balanço para a Assembleia e houve uma grande redução da dívida da Cosulati”, garante.

Os números devem ser apresentados na próxima quarta-feira, quando a partir das 14h acontece a Assembleia da empresa. Mendonça disse que não iria comentar o protesto desta sexta. “É sabido por todos as dificuldades que assumimos com a cooperativa e a luta para manter até aqui”, observou. Atualmente, a empresa conta com 140 funcionários.

Veja Também


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895