Gabinete de Gestão Integrada cobra presença de médico legista em Uruguaiana

Gabinete de Gestão Integrada cobra presença de médico legista em Uruguaiana

Coordenação do IGP afirmou, no entanto, que o município já possui uma vaga de médico legista ocupada

Fred Marcovicci

Reunião ainda empossou grupo de delegados que irá atuar no município

publicidade

O município de Uruguaiana, na Fronteira Oeste do Estado, promoveu no último final de semana uma reunião do Gabinete de Gestão Integrada Municipal GGI-M, que engloba forças de segurança pública, para tratar da falta recorrente de médico legista na cidade. A pasta é integrada pelo Ministério Público Estadual, Brigada Militar, Prefeitura e Subsecção da OAB.

Segundo Clemente Corrêa, presidente da Abamf, no encontro o delegado regional da Polícia Civil, Valeriano Garcia Neto, apresentou os cinco novos delegados que assumiram as delegacias de Uruguaiana. Já a coordenação do Instituto-Geral de Perícias (IGP), sede Santana do Livramento, informou que Uruguaiana conta com duas vagas para médico legista.

As autoridades municipais disseram desconhecer a existência do especialista da mesma forma que não têm conhecimento da atuação do profissional no Posto do IGP e cobraram providências da coordenação. A expectativa é de que o médico designado apresente-se até a quarta-feira no município.

Clemente afirmou que em 2017 reuniu-se com a direção estadual do IGP em Porto Alegre cobrando a solução do problema, mas o pleito nos últimos três anos não foi atendido pelo governo do Estado. O GGI-M adotará todas as medidas necessárias e legais para solucionar o impasse que gera problemas à comunidade, concluíram as autoridades. 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895