Governo do RS recebe três pedidos de reconsideração de bandeira vermelha

Governo do RS recebe três pedidos de reconsideração de bandeira vermelha

Mapa preliminar deixou 17 áreas classificadas com alto risco de contaminação para coronavírus

Correio do Povo

Governo do RS recebe três pedidos de reconsideração de bandeira vermelha

publicidade

O governo do Rio Grande do Sul recebeu, neste domingo, três pedidos de reconsideração de bandeira do mapa preliminar da 38ª rodada do Distanciamento Controlado. As solicitações vieram de associações regionais que estão classificadas em bandeira vermelha e pedem mudança para laranja.

Na última sexta-feira, o mapa preliminar classificou 17 regiões em bandeira vermelha, que significa com risco alto para esgotamento da capacidade hospitalar e velocidade de propagação do coronavírus. São elas: Porto Alegre, Canoas, Capão da Canoa, Cruz Alta, Erechim, Ijuí, Guaíba, Lajeado, Novo Hamburgo, Palmeira das Missões, Passo Fundo, Santa Cruz do Sul, Santa Maria, Santa Rosa, Santo   ngelo, Taquara e Uruguaiana. 

Já as áreas de Bagé, Cachoeira do Sul, Pelotas e Caxias do Sul ficam com a laranja. 

Os pedidos de reconsideração serão analisados pelo Gabinete de Crise e o mapa definitivo será divulgado na tarde de segunda-feira. A vigência das novas bandeiras irá de 26 de janeiro a 1° de fevereiro.

Caso a classificação prévia seja mantida, 14 regiões em bandeira vermelha que aderiram ao sistema de cogestão regional podem adotar protocolos próprios compatíveis até o nível de restrição da bandeira laranja. Guaíba e Uruguaiana, que não aderiram à gestão compartilhada, e Santa Maria, que retirou a adesão à cogestão nesta semana, estão em vermelho e devem seguir os protocolos determinados pelo Estado.

As regiões de Pelotas, Bagé, Caxias do Sul e Cachoeira do Sul, classificadas em laranja e participantes do sistema de cogestão, podem utilizar protocolos de bandeira amarela, se estiverem previstos e atualizados nos seus planos regionais.

 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895