Hospitais do Vale do Rio Pardo estão com os leitos de UTI Covid lotados

Hospitais do Vale do Rio Pardo estão com os leitos de UTI Covid lotados

Alta demanda por internações em Boqueirão do Leão provocou falta de oxigênio nesta segunda-feira

Otto Tesche

publicidade

Os três principais hospitais da região do Vale do Rio Pardo estão com os leitos de UTI para pacientes com Covid-19 completamente ocupados. Com isso, as pessoas em estado crítico que necessitem de UTI devem ser encaminhadas para outras regiões, por meio do sistema de regulação da Secretaria Estadual da Saúde. 

Os 14 leitos no Hospital Santa Cruz (HSC) e os nove no Hospital Ana Nery (HAN), ambos em Santa Cruz do Sul, estavam ocupados no fim da manhã desta segunda-feira. O único espaço vago no HSC é reservado para uso em caso de piora de algum paciente com Covid-19 e que esteja em leito clínico. No Hospital São Sebastião Mártir, de Venâncio Aires, os oito leitos de UTI para pessoas com coronavírus também estavam todos ocupados nesta segunda. 

Em Boqueirão do Leão, na mesma região, a alta demanda com o grande número de internações por Covid-19 provocou no início da tarde de ontem a falta de oxigênio no Hospital Dr. Anuar Elias Aesse. O estabelecimento de saúde obteve então o empréstimo de cilindros com moradores do município até o fim da tarde, quando chegou novo carregamento. 

O prefeito Jocemar Barbon afirma que a situação é preocupante, pois a capacidade de estocagem é pequena e há temor que o oxigênio acabe novamente nesta terça-feira antes da chegada de nova carga por causa do alto consumo. Nesta segunda, havia dois pacientes hospitalizados aguardando transferência para município com vagas em UTI para Covid-19. 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895