Hospital de Campo Bom tem queda de 41% na ocupação de leitos por Covid-19

Hospital de Campo Bom tem queda de 41% na ocupação de leitos por Covid-19

Desaceleração foi registrada no período entre a metade de março e a primeira semana de abril

Stephany Sander

A redução também se deu nos números de casos confirmados no município

publicidade

A cidade de Campo Bom comemora a desaceleração na demanda por leitos para pacientes positivados para Covid-19. Dados do Hospital Lauro Reus apontam uma queda de 41% na ocupação, em relação à metade de março e primeira semana de abril.

Segundo o prefeito Luciano Orsi, a redução também se deu nos números de casos confirmados. Em 8 de março, o boletim epidemiológico do município tinha 29 casos confirmados; nesse mesmo dia, em março, o boletim apresentava 111 positivados. “Isso significa que nossos esforços são válidos e resolutivos. Desde as ações de conscientização incentivando os cuidados básicos, até as articulações do município para com o Governo do Estado, fiscalizando e informando sobre os decretos para os comerciantes. Sabendo que estamos no caminho certo, seguiremos firmes fazendo tudo possível pela proteção e qualidade de atendimento para a comunidade, que tem assimilado as orientações e sido compreensiva”, afirma.

“Ainda é prematuro dizer que o pior já passou, nossa UTI segue operando com 120% de ocupação, não podemos relaxar os cuidados de forma alguma, apenas reforçá-los para os números seguirem baixando”, acrescenta Orsi, informando que mais cinco respiradores chegaram para o hospital na última semana, a partir de articulação com o Governo do Estado.

O adiantamento do recebimento de doses da vacina contra a Covid-19, também permitiu, por duas vezes, avançar mais rapidamente nas faixas etárias de vacinação. Segundo o secretário de Saúde, João Paulo Berkembrock, com 10.756 doses já aplicadas, Campo Bom retoma a aplicação das segundas doses nesta segunda-feira para idosos acima de 70 anos e os profissionais da saúde que se vacinaram no dia 29 de março.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895