Hospital de Gravataí atinge sua capacidade máxima de assistência aos infectados pela Covid

Hospital de Gravataí atinge sua capacidade máxima de assistência aos infectados pela Covid

Mesmo com todos os esforços, são mantidos uma média de 130 a 140 pacientes internados com coronavírus na instituição

Fernanda Bassôa

Nos últimos dias, o espaço tem atendido mais de 50 pacientes, entre internados e em observação

publicidade

O Hospital Dom João Becker, em Gravataí, chegou ao seu limite máximo de internações e assistência aos infectados pelo novo coronavírus. De acordo com a equipe diretiva da casa de saúde, o local não possui condições de admitir novos pacientes com a Covid-19. Toda a estrutura de 99 leitos (20 de UTI e 79 de internação clínica) para o tratamento de pacientes com Covid-19 encontra-se plenamente ocupada. A área mais sensível de toda estrutura é o Hospital de Campanha, que foi projetado originalmente para receber 10 pacientes em internação e atender às consultas.

Nos últimos dias, o espaço tem atendido mais de 50 pacientes, entre internados e em observação. A estrutura não suporta a assistência desse volume de pacientes e não há qualquer possibilidade de expansão na estrutura vigente. 

Mesmo com todos os esforços, são mantidos uma média de 130 a 140 pacientes internados com coronavírus na instituição. A medida de interromper o atendimento a novos pacientes Covid se faz necessária, também, a fim de se garantir atendimento de qualidade às outras demandas graves de saúde da população que continuam chegando às portas do hospital.

De forma a tentar amenizar o atual cenário de superlotação, a Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre tomou a iniciativa de, no limite da capacidade da unidade Matriz, transferir pacientes infectados de Covid-19 de Gravataí mesmo sem haver regulação estadual. Essa é a segunda vez que a Santa Casa toma esse tipo de atitude para tentar conter o processo de superlotação do Hospital Dom João Becker.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895