Hospital de São Leopoldo abre vagas para estudantes de Medicina e Enfermagem

Hospital de São Leopoldo abre vagas para estudantes de Medicina e Enfermagem

Vagas são para atuar na linha de frente no combate à pandemia de Covid-19

Stephany Sander

Rede de saúde em São Leopoldo precisa de profissionais para atuar no combate à pandemia da Covid-19

publicidade

O Hospital Centenário, de São Leopoldo, está contratando estudantes de Medicina e Enfermagem interessados em trabalhar na linha de frente no combate à pandemia da Covid-19. A ação faz parte do projeto O Brasil Conta Comigo, do Ministério da Saúde. 

São quatro vagas disponíveis para estudantes dos dois últimos semestres de Medicina e 24 vagas para estudantes do último semestre de Enfermagem. A atuação é em regime de voluntariado, com bonificação com recursos federais de R$ 1.045 para jornada de 40 horas semanais. 

As horas trabalhadas serão válidas para os estágios obrigatórios dos respectivos cursos. Para se cadastrar, o estudante deve acessar o site do projeto e preencher a Ficha do Aluno

Necessidade de mais profissionais 

A partir da aquisição de respiradores e doações para 10 novos leitos de UTI, o Hospital Centenário montou seis deles com toda a estrutura de equipamentos necessária, mas depende da disponibilidade de intensivistas, médicos e equipes de enfermagem, que possam dar conta do atendimento para estes pacientes. 

Segundo o prefeito Ary Vanazzi, mesmo com editais abertos e busca entre os profissionais, a oferta de mão-de-obra especializada está escassa. "Nosso temor é que mesmo aumentando a estrutura, o ritmo da doença e de necessidade de internações cresça muito nos próximos dias. Isso está ocorrendo em praticamente todo o Estado, conforme os últimos números apresentados pelas secretarias de Saúde. O frio, as chuvas, e a velocidade da contaminação horizontal, acendem ainda mais o alerta", destacou ele.

Atualmente, 30 leitos clínicos fazem a retaguarda de atendimento na Área Exclusiva Covid, os quais também têm ampliado a ocupação nos últimos dias. Dos atuais 10 leitos de UTI em operação, apenas cinco são habilitados pelo Estado. Com o pleno funcionamento dos outros seis, o Centenário terá ao todo 46 leitos, entre clínicos e de UTI na Área Covid.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895