Incêndio atinge prédio histórico da Estação Férrea de Rio Pardo
capa

Incêndio atinge prédio histórico da Estação Férrea de Rio Pardo

Local estava desocupado desde 2016

Por
Otto Tesche

Prédio estava abandonado e sofrendo com as ações do tempo e do vandalismo.

publicidade

Um incêndio atingiu, no início da manhã desta quarta-feira, a antiga Estação Férrea de Rio Pardo, um dos símbolos do patrimônio histórico da cidade. O Corpo de Bombeiros foi acionado por volta das 7h, quando as chamas iniciaram na parte superior do prédio. Ainda não há informações sobre as causas do sinistro na estrutura e a dimensão dos danos.

Sem ocupação desde 2016, o prédio estava abandonado e sofrendo com as ações do tempo e do vandalismo. O complexo, junto à Praça da Ponte, virou ponto de encontro de usuários de droga. Até mesmo madeiras das aberturas centenárias foram furtadas, reforçando a preocupação da comunidade em relação ao futuro da estrutura.

A estação de Rio Pardo foi inaugurada em 1883 pela E. F. Porto Alegre-Uruguaiana. Após anos de história, a estrutura foi desativada em 1996, quando os trens de passageiros pararam de funcionar no Estado. A última recuperação do prédio aconteceu em 2005, com investimento de R$ 76 mil, após interferência do Ministério Público Estadual. Na época, a América Latina Logística (ALL), concessionária da rede ferroviária, investiu R$ 72,8 mil, com contrapartida de R$ 3,2 mil da Prefeitura.

Depois das obras, as instalações abrigaram a Secretaria Municipal de Turismo e Cultura, até 2014, quando o Centro de Referência em Assistência Social (Cras) da Ponte passou a realizar oficinas com usuários da rede assistencial. A informação do Executivo é que, desde 2016, o contrato de cedência do prédio não foi renovado. Ainda conforme informação da Prefeitura, o município não tem mais a cedência do prédio, que é de propriedade da União, sob administração do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit).

O Ministério Público Federal instaurou inquérito civil em 2016 com o objetivo de assegurar a preservação do patrimônio histórico e cultural da Estação Férrea de Rio Pardo, tendo em vista que o bem é valorizado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), inscrito na lista do Patrimônio Cultural Ferroviário desde setembro de 2007. A atuação do órgão federal, desde então, ocorreu no sentido de compelir os entes responsáveis a adotarem as providências necessárias para conservação do bem de valor histórico-cultural.