Laboratório de Entomologia é reativado em Estância Velha

Laboratório de Entomologia é reativado em Estância Velha

Local estava fechado desde abril do ano passado

Stephany Sander

Com a retomada do funcionamento da estrutura, o município terá uma resposta mais rápida na análise de larvas

publicidade

O trabalho preventivo de combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor de doenças como a dengue e a febre amarela, iniciou nesta segunda-feira com um reforço importante na cidade de Estância Velha. A Vigilância em Saúde retomou o Laboratório de Entomologia, que estava desativado desde abril do ano passado.

Com a estrutura em funcionamento novamente, o município terá uma resposta mais rápida na análise de larvas, eventualmente, coletadas nas residências dos estancienses. Com isso, poderá iniciar o processo de combate aos focos imediatamente. Nos últimos nove meses, as amostras coletadas em Estância Velha precisavam ser encaminhadas para o Laboratório Central (Lacen), em Porto Alegre. “Há amostras enviadas no ano passado que ainda não nos retornaram com os laudos”, explica a diretora da Vigilância, Eliane Fleck.

Já na segunda-feira, os agentes de endemias e de Vigilância em Saúde realizaram visitas em residências dos bairros Bela Vista, Floresta e Lago Azul. A ação tem o objetivo de orientar os moradores e verificar se nos terrenos há possíveis criadouros do Aedes aegypti. Esse trabalho de campo é feito por 12 profissionais, em duplas, pelos próximos dias. Estância Velha não tem nenhum caso confirmado de dengue até o momento e o trabalho é preventivo, tendo em vista que foram 43 casos registrados em 2020.

A Vigilância em Saúde também reforça que está recebendo denúncias de situações consideradas graves, especialmente de locais onde há água parada em grande quantidade. “Nestes casos, vamos agir imediatamente, indo até o local para fiscalizar”, observa a veterinária Tatiana Guerra, que será a responsável técnica do Laboratório de Entomologia. Para fazer a denúncia, o morador precisa ligar para a Vigilância, no número (51) 3551-1417. Nos outros casos, os moradores podem protocolar as denúncias, inclusive anonimamente, no Portal 24h da prefeitura.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895