Local que abrigaria UPA será usado como centro para síndromes gripais em Pelotas
capa

Local que abrigaria UPA será usado como centro para síndromes gripais em Pelotas

Medida foi tomada até que a disseminação do novo coronavírus seja controlada

Por
Angélica Silveira

Local abrigaria UPA em Pelotas e agora será transformado em centro de atendimento de síndromes gripais

publicidade

O local onde seria instalado a segunda Unidade de Pronto Atendimento (UPA), na avenida Bento Gonçalves, em Pelotas será transformado em um Centro de Atendimento à Síndromes Gripais, enquanto não for controlada a epidemia do novo coronavírus. A intenção da Secretária Municipal de Saúde de Pelotas, Roberta Paganini é que o local seja inaugurado até o final desta semana. “Ainda faltam alguns detalhes. O local é um investimento do município com a Universidade Federal de Pelotas, Universidade Católica de Pelotas e hospitais que cederam equipamentos”, relata. 

Na área externa do prédio será instalado um contêiner de triagem dos pacientes que só darão entrada no Centro se apresentarem sintomas graves de alguma síndrome gripal. “Casos de sintomas leves as pessoas devem permanecer em isolamento domiciliar, procurar a Unidade Básica de Saúde mais próxima ou a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) no bairro Areal”, afirma. Ela diz que com a mudança do protocolo do Ministério da Saúde não há mais como definir o que é causado por coronavírus ou outros vírus. “Estamos prontos para atender qualquer um dos casos”, garante. Parte do prédio será destinada a garantir a higienização dos profissionais de saúde. Está sendo construída uma ala de desinfecção a partir do protocolo da Organização Mundial de Saúde que quer garantir a proteção daqueles que irão trabalhar com pacientes seja infectados pala Covid-19 ou não. 

O local contará com chuveiros para médicos, enfermeiros e assistentes de enfermagem. O Centro terá 30 leitos para adultos e 15 para crianças. Destes podem ser destinados ainda cerca de cinco leitos para UTI pediátrica e no mínimo quatro para tratamento intensivo de adultos. A prefeita Paula Mascarenhas visitou o local no sábado. Ela constatou nos quartos a possibilidade de instalação de respiradores, aparelhos necessários para o atendimento de pessoas com problemas graves, inclusive necessitados de UTI. Em quase todos os leitos já existem saídas de oxigênio, o que garante a colocação de respiradores.  

A prefeitura de Pelotas negocia a aquisição de quatro aparelhos, apesar de o Ministério da Saúde ter prometido encaminhar para os municípios nos próximos dias. “Todos serão instalados no Centro”, garantiu a Prefeita. A gestão do local será da Secretaria Municipal de Saúde. Além de trabalhadores da Secretaria o Centro deve contar ainda com profissionais das Universidades e de hospitais de Pelotas. As camas do local foram doadas por hospitais da cidade, mas conforme a Secretária existe a necessidade de doações da comunidade para mobiliar o local o mais rápido possível. Lençóis, toalhas, travesseiros, preferencialmente de algodão são bem-vindos, além da ajuda de empresas que queiram colaborar com aparelhamento dos leitos de UTI. Quatro contêineres foram cedidos pelo empresário Uiliam Pinz, proprietário de uma empresa que adapta e comercializa as estruturas utilizadas em cargas marítimas. Equipados com instalações elétricas e ar condicionado, os contêineres devem ser usados com depósito de materiais e refeitório. As doações podem ser realizadas na sede da Secretaria, na rua Barão de Santa Tecla, 3120 (esquina com a rua Tiradentes). De segunda á sexta-feira, das 8h às 14h. Mais informações pelo telefone (53) 32849500.