capa

Mobilização pela Educação reúne 500 pessoas no centro de Santa Rosa

As atividades começaram às 8h30min, com uma aula pública na rua Buenos Aires

Por
Felipe Dorneles

O objetivo foi repudiar os cortes de orçamentos da educação e a reforma da previdência

publicidade

Cerca de 500 pessoas participaram, na manhã desta quarta-feira, de um ato da Greve Nacional em Defesa da Educação em Santa Rosa, no Noroeste do Estado. As atividades começaram às 8h30min, com uma aula pública na rua Buenos Aires, em frente ao Centro Cívico e Cultural da cidade. O objetivo foi repudiar os cortes de orçamentos na área da educação e a reforma da previdência.

Eloísa Womer, representante de base do 10º Núcleo do Cpers Sindicato, explica que o ato é uma forma de discutir e conversar. “Não importa se as pessoas são a favor ou contra, o importante é conhecer as propostas e discutir”, destaca. Após a aula pública estudantes, trabalhadores e representantes de entidades sindicais fizeram uma caminhada por ruas do Centro.

O professor Marcelo Lamb, do Instituto Federal Farroupilha (IFFar) de Santa Rosa, diz que com o corte de 30% no orçamento dos institutos federais, as atividades estão comprometidas. “A previsão é que vamos conseguir manter as atividades normalmente até o mês de setembro. Após isso, vamos precisar fechar prédios, pois não temos como manter serviços como limpeza e vigilância, por exemplo”. Os alunos do instituto não tiveram aula, mas participaram do ato.

Em Santo Ângelo, as manifestações ocorrem durante a manhã na praça Leônidas Ribas. As aulas na rede municipal de ensino foram suspensas nesta quarta-feira, em adesão ao movimento nacional.