Municípios iniciam aplicação da segunda dose contra a Covid

Municípios iniciam aplicação da segunda dose contra a Covid

Atendimento em Santa Cruz do Sul começou para profissionais de saúde da linha de frente

Correio do Povo

publicidade

Municípios gaúchos iniciaram a aplicação da segunda dose da vacina contra a Covid-19. Em Cruz Alta, esse atendimento começou nesta quarta-feira, para profissionais da saúde e internos do Asilo Santo Antônio. A Secretaria Municipal de Saúde informou que o intervalo entre a primeira e a segunda dose da Coronavac é de duas a quatro semanas, por isso pode dar continuidade à imunização. Até o momento, foram aplicadas em Cruz Alta 2.137 doses, do total de 2.790 recebidas. 

A aplicação da segunda dose da Coronavac também começou em Santa Cruz do Sul, nesta quarta-feira, para os profissionais da linha de frente de combate à Covid-19, albergados em instituições de longa permanência de idosos e os funcionários desses estabelecimentos. A imunização ocorre no Serviço Integrado de Saúde da Unisc e se estende enquanto durar o estoque. As pessoas devem apresentar a carteirinha de vacinação, onde já consta a aplicação da primeira dose.

Também nesta quarta, a Prefeitura de Gravataí deu início à aplicação da segunda dose nos moradores das Instituições de Longa Permanência de Idosos. Os acamados, acima de 80 anos, seguem sendo vacinados pelas equipes volantes. Entretanto, a prefeitura aguarda que o Estado envie novas doses para seguir com a vacinação desse grupo. O secretário da Saúde, Régis Fonseca, lembra que a prefeitura segue vacinando de acordo com as doses que já tem disponível. “Devido à pouca quantidade de vacina que temos no momento, vamos aguardar a chegada de novas doses para que possamos garantir a segunda aplicação a todos que já iniciaram o processo de imunização.” 

Frederico Westphalen também entrou na etapa de aplicação da segunda dose, atendendo idosos a partir dos 85 anos. Seguindo o cronograma, os residentes do Lar São Francisco de Paulo foram os primeiros a receber, nesta quarta-feira.

Em São Leopoldo, nesta quarta, a vacinação seguiu no Centro de Vacinação que funciona na Antiga Sede da Unisinos, em Instituições de Longa Permanência de Idosos, na visitação aos acamados e na aldeia indígena Por Fi Gá. A maioria das doses do dia foi da segunda aplicação. Conforme a prefeitura, o município aguarda mais unidades dos governos federal e estadual para ampliar a vacinação de idosos e trabalhadores da saúde. Ao todo, entre os grupos prioritários, já foram vacinadas 6.254 pessoas com a primeira dose e 415 com a segunda.

Em Uruguaiana, as primeiras 261 pessoas dos grupos preferenciais receberam nesta quarta a segunda dose da Coronavac. Ao todo, serão 1.017. A primeira etapa foi encerrada e o estoque zerado, na segunda-feira passada. 

 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895