Número de castrações de cães e gatos chega a 1,2 mil em Santa Cruz do Sul em 2019

Número de castrações de cães e gatos chega a 1,2 mil em Santa Cruz do Sul em 2019

Esterilizações foram custeadas com recursos municipais da pasta e destinadas a animais de famílias carentes

Por
Otto Tesche

Atualmente, o dirigente ressalta que há mais de 90 animais albergados no Canil Municipal, a maioria cachorros.


publicidade

A Secretaria de Meio Ambiente, Saneamento e Sustentabilidade de Santa Cruz do Sul realizou ao longo deste ano 1,2 mil procedimentos de castrações de cães e gatos. As esterilizações foram custeadas com recursos municipais da pasta e destinadas a animais de famílias carentes, que passam pela visita e o cadastro das ONGs voluntárias. O secretário, Raul Fritsch, calcula que o controle populacional evitou o nascimento de 12 a 15 mil animais nesse período.

O secretário afirma que o apoio dos protetores dos animais, que trabalham de forma parceira e voluntária, é fundamental no município. As entidades ajudam no recolhimento e adoção de animais abandonados ou em situação de maus-tratos. “Temos uma média de recolhimento de 50 a 60 animais por mês”, explica. Atualmente, o dirigente ressalta que há mais de 90 animais albergados no Canil Municipal, a maioria cachorros. “Há uma superlotação, pois nossa capacidade máxima é de menos de 50 animais”, comenta.


Apesar das dificuldades, o secretário diz que Santa Cruz do Sul avançou na causa animal em diversas questões, como as leis de maus-tratos, fiscalização de denúncias e, principalmente, o trabalho de controle populacional de cães e gatos, com reflexos na prevenção de zoonoses e, consequentemente, na saúde pública. “As pessoas podem ajudar nos cuidados com os animais e com a adoção consciente, que evita os abandonos”, alerta Fritsch.