Nova Petrópolis decreta situação de emergência por 180 dias por conta da estiagem

Nova Petrópolis decreta situação de emergência por 180 dias por conta da estiagem

Executivo do município trabalha na homologação da situação de emergência junto ao Estado e a União

Por
Halder Ramos

A estiagem causa prejuízos substanciais, especialmente ao meio rural.


publicidade

Nova Petrópolis decretou situação de emergência, por 180 dias, em função da estiagem. O prefeito Regis Luiz Hahn, trabalha na homologação da situação de emergência junto ao Estado e a União. O decreto municipal considerou a redução das precipitações pluviométricas, a ausência de chuvas previstas para a temporada, que causaram o comprometimento das reservas hidrológicas locais, e consequente dano humano no tocante ao abastecimento de água potável.

Em fevereiro, a administração havia decretado situação de emergência. No entanto, o prefeito revogou o decreto pela precipitação de chuvas que auxiliaram no reabastecimento, ainda que parcial, de água das principais barragens e poços perfurados pela Corsan. Com o agravamento da seca em todo o Rio Grande do Sul, a Prefeitura de Nova Petrópolis voltou a declarar situação de emergência na última sexta-feira.

O gestor da Corsan em Nova Petrópolis, Sadi Zimmermann, salienta que o abastecimento na zona urbana está sendo realizado com caminhões-pipa, que buscam água nos poços localizados em São José do Caí e trazem até a estação de tratamento. “Pedimos que a comunidade utilize a água de forma racional. Estamos enfrentando significativa escassez de chuva e os níveis da barragem que abastece Nova Petrópolis estão muito abaixo do normal. Precisamos economizar”, alerta Zimmermann.

O secretário Municipal de Agricultura e Meio Ambiente, Lucas da Costa de Lima, observa que a estiagem causa prejuízos substanciais, especialmente ao meio rural. De acordo com o secretário, Nova Petrópolis busca a homologação da situação de emergência junto ao Estado e União. “A homologação credencia Nova Petrópolis e facilita aos agricultores a receber o Programa de Garantia da Atividade Agropecuária (Proagro), que protege o crédito do produtor rural em caso de fenômenos naturais, pragas e doenças, além de credenciar o Município a receber recursos do Estado e da União para atuar no enfrentamento à seca”, diz Lima.

Como prevenir o contágio do novo coronavírus 

De acordo com recomendações do Ministério da Saúde, há pelo menos cinco medidas que ajudam na prevenção do contágio do novo coronavírus:

• lavar as mãos com água e sabão ou então usar álcool gel.

• cobrir o nariz e a boca ao espirrar ou tossir.

• evitar aglomerações se estiver doente.

• manter os ambientes bem ventilados.


• não compartilhar objetos pessoais.