Novo Hamburgo prepara flexibilização para atividades econômicas

Novo Hamburgo prepara flexibilização para atividades econômicas

Segundo o Executivo, a mudança ocorre em razão da melhoria nos indicadores do Distanciamento Controlado

Stephany Sander

Porém, esta flexibilização não se estende a lancherias e lanchonetes

publicidade

A Prefeitura de Novo Hamburgo publica nesta terça-feira um novo decreto que flexibiliza algumas atividades econômicas na cidade. Segundo a prefeita Fátima Daudt, a mudança ocorre em razão da melhoria de vários indicadores no sistema de distanciamento controlado aplicado no município.

"Nós respeitamos este modelo de distanciamento adotado pelo governo do Estado, mas consideramos justificável uma adequação”, afirma, lembrando que os indicadores do município têm apresentado uma sistemática melhora nas últimas três semanas.

Entre as melhorias, a prefeita destaca o aumento no número de leitos clínicos e de UTI para atendimento de pacientes de Covid-19 e a acentuada queda nas internações clínicas e de UTI na cidade. “Todos lembramos que há cerca de três semanas vivíamos a expectativa de irmos para a bandeira preta. Agora, já há duas semanas estamos na iminência da bandeira laranja. Isso precisa ser reconhecido”, reforça Fátima. A prefeita lembra que a Região 07 está entrando na sétima semana em bandeira vermelha, com fortes impactos na economia.

O decreto municipal, que já passa a valer nesta terça, permite o funcionamento do comércio não essencial na proporção de um cliente por atendente; também permite a abertura de restaurantes ala carte e prato feito, além de bufê desde que o prato seja servido pelo funcionário do restaurante, sempre com até 50% da capacidade do restaurante. Porém, esta flexibilização não se estende a lancherias e lanchonetes.

Além disso, fica determinado o fechamento de todos os estabelecimentos à noite, a partir das 23 horas. “Achamos fundamental seguir com restrições na vida social noturna, pois é onde o contágio pode ocorrer com força”, pondera a prefeita, corroborando que o município seguirá as demais restrições previstas na bandeira vermelha.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895