Novo Hamburgo sofre com falta de profissionais na área da saúde

Novo Hamburgo sofre com falta de profissionais na área da saúde

Algumas Unidades de Saúde não estão com o quadro completo de funcionários

Stephany Sander

publicidade

A Prefeitura de Novo Hamburgo luta contra a falta de profissionais para atuarem na saúde pública do município. Devido a pandemia de coronavírus, a soma do aumento na busca por atendimentos médicos, e da redução do quadro de profissionais que acabaram sendo afastados por serem do grupo de risco, ou estarem com a doença, está deixando algumas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) sem o quadro completo de médicos. É o caso dos postos dos bairros Primavera e Rincão.

Conforme a Secretaria Municipal de Saúde, um médico foi afastado por ser grupo de risco no Rincão, e no Primavera há a necessidade de reposição devido ao término de contrato de um profissional. A maior dificuldade, segundo a pasta, é conseguir médicos com a disponibilidade de preencher a carga horária de 40 horas semanais.

Diversos concursos da Fundação de Saúde Pública (FSNH), na busca de interessados, já foram abertos, sendo o último encerrado nesta quarta-feira. O Processo Seletivo Simplificado visou a contratação de médicos de cirurgia geral, ginecologia obstetrícia, neurocirurgia e psiquiatra, tanto para o Hospital Municipalm quanto a rede de Atenção Básica.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895