Pesquisa para identificar progressão da Covid-19 começa sábado no Vale do Rio Pardo

Pesquisa para identificar progressão da Covid-19 começa sábado no Vale do Rio Pardo

Em cada etapa haverá a aplicação de 1.063 testes rápidos, divididos entre os 14 municípios de abrangência do Cisvale

Otto Tesche

publicidade

A pesquisa para mensurar a soroprevalência de SARS-CoV-2 (vírus causador da Covid-19) na região do Vale do Rio Pardo terá início no próximo fim de semana. Ao todo, serão quatro etapas de realização de testes, uma a cada 14 dias, sempre aos finais de semana, a partir das 8h. O trabalho foi encomendado pelo Consórcio Intermunicipal de Serviços do Vale do Rio Pardo (Cisvale), em parceria com a Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc).

Em cada etapa haverá a aplicação de 1.063 testes rápidos, divididos entre os 14 municípios de abrangência do Cisvale, que serão coletados a partir de uma gota de sangue retirada da ponta do dedo da pessoa testada, totalizando 4.252 testes aplicados na população. A condução local da coleta de dados em cada município vai ser coordenada e supervisionada pela equipe técnica da pesquisa.

A professora doutora Mari Ângela Gaedke, que integra a equipe técnica da pesquisa, disse que coletadores serão servidores das secretarias municipais de Saúde, sendo profissionais de nível técnico ou superior. Todos receberão treinamento antes de irem a campo e irão utilizar Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) como máscara, avental, luvas e óculos de proteção. “Sempre na sexta-feira que anteceder as pesquisas, todos os coletadores e supervisores passam por um treinamento com a equipe técnica, sendo que todos são testados previamente para Covid-19”, afirmou Mari Ângela.

A pesquisa encomendada pelo Cisvale, em parceria com a Unisc e apoio da Philip Morris Brasil, irá apresentar um estudo transversal de base populacional com uma amostra representativa da população do Vale do Rio Pardo. Conforme o prefeito de Pantano Grande e presidente do Cisvale, Cássio Nunes Soares, o levantamento ressalta a importância em instituir ações relacionadas a políticas de saúde pública e de gestão socioeconômica. “Com a orientação técnica de um estudo científico, será possível mensurar e identificar o cenário da Covid-19 na nossa região, de maneira que possa auxiliar a tomada de decisões pelos municípios mais à frente”, comentou o presidente do Cisvale.

O médico infectologista Marcelo Carneiro, que é o coordenador geral da pesquisa, informou que os resultados dos testes serão divulgados ao final de cada rodada. “Em até quatro dias, já iremos publicar um resultado parcial da pesquisa e, na sequência, detalhar como foi o processo”, ressaltou.

O portal GeoSaúde Unisc, que pode ser acessado pelo link geosaudevrp.org, também irá fornecer informações sobre as coletas. “Com este trabalho, entre uma etapa e outra, esperamos observar se vem ocorrendo uma progressão ou uma estabilização dos casos de Covid-19 na nossa região”, detalhou Carneiro. A previsão é de que a última etapa ocorra nos dias 12 e 13 de setembro.

Os municípios onde irá ocorrer a pesquisa são: Boqueirão do Leão, Candelária, Gramado Xavier, Herveiras, Mato Leitão, Pantano Grande, Passo do Sobrado, Rio Pardo, Santa Cruz do Sul, Sinimbu, Vale do Sol, Vale Verde, Venâncio Aires e Vera Cruz.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895