Prefeita de Pelotas anuncia novas flexibilizações após o retorno da cogestão

Prefeita de Pelotas anuncia novas flexibilizações após o retorno da cogestão

As medidas do decreto estão entre as de bandeira vermelha e preta do Modelo de Distanciamento Controlado

Angélica Silveira

publicidade

Após a confirmação da volta da cogestão, a Prefeitura de Pelotas publicou um novo decreto com novas regras para o funcionamento dos setores econômicos no município. “Estamos vivendo um momento de retração, de cuidados mais fortes, fechamento das atividades nas últimas três semanas por conta do agravamento da crise. Quando a gente passa por três semanas de restrições e aqui em Pelotas de lockdown a tendência dos números é melhorar por um lado e por outro vemos um estressamento da sociedade”, disse a prefeita de Pelotas, Paula Mascarenhas, durante transmissão pela internet na tarde desta segunda-feira.

Para ela as pessoas ficam ansiosas, nervosas, irritadas, pois a atividade econômica é crucial para a vida em sociedade. “Tem gente que depende disso para viver, então as pessoas estão empobrecendo e isto vai criando uma tensão na sociedade que é algo muito negativo. Precisamos encontrar o caminho do equilíbrio”, pondera.

As medidas do decreto estão entre as de bandeira vermelha e preta do Modelo de Distanciamento Controlado do governo estadual. Pelo documento, segue proibida a permanência de pessoas em locais públicos, abertos sem controle de acesso permitindo somente a circulação e a prática de exercícios físicos. Entre as medidas está permitida a abertura do comércio não essencial desde que observado o teto de ocupação de uma pessoa a cada oito metros quadrados, as regras de higiene, horário especial para atendimento de grupo de risco e ainda afixação de cartaz, em local visível informando o número máximo de pessoas permitido.

Em galerias, shoppings, Mercado Central e Pop Center o teto de ocupação é de 25% previsto no Plano de Prevenção contra Incêndios. Nos pet shop,s o atendimento deve ser realizado mediante agendamento, atendimento individual do tipo pegue e leve. Salões de beleza e similares o teto de ocupação é de uma pessoa a cada dois metros quadrados, com distanciamento de dois metros entre os clientes. Para cultos religiosos, dependendo do tamanho do espaço, é permitido no máximo 30 pessoas com distanciamento. Os restaurantes podem ter lotação máxima de no máximo 25%, com espaçamento de dois metros lineares entre as mesas e no máximo quatro pessoas por mesa e funcionar até 18h. Não é permitida música.

Serviços de educação física, como academias e piscinas, é permitido atividade individual de no máximo uma pessoa a cada 32 metros quadrados de área útil de circulação, além da fixação de cartaz em local visível, informando o número máximo de pessoas permitidas, entre outras determinações. Os supermercados, hipermercados e feiras livres estão autorizados a funcionar de segunda a quinta das 5h às 22h, já nas sextas-feiras até às 20h.

Permanece a restrição aos finais de semana e feriados, das 20h de sexta-feira às 5h de segunda-feira, enquanto o município não for classificado ou não puder adotar os protocolos de bandeira laranja no Modelo de Distanciamento Controlado do governo do Estado. “As medidas têm que ser aceitas pela sociedade, não tem como impor. É uma crise que cada um tem que fazer a sua parte para que se tenha sucesso”, disse Paula.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895