Prefeito de Carazinho revoga toque de recolher após recomendação do Ministério Público

Prefeito de Carazinho revoga toque de recolher após recomendação do Ministério Público

Milton Schmitz havia decretado medida para este final de semana após aumento de casos de Covid-19

Agostinho Piovesan

Prefeito disse que respeita a sugestão do Ministério Público

publicidade

Por recomendação do Ministério Público (MP), o prefeito de Carazinho, Milton Schmitz revogou o toque de recolher no município, que havia decretado na tarde desta sexta-feira. A restrição da circulação de pessoas entre 20h e 5h entraria em vigor na noite de hoje e valeria até a próxima terça-feira, dia 18, em razão do aumento do número de pessoas contaminadas pelo Covid-19.

O prefeito disse que havia tomado a medida em razão do elevado índice de propagação no coronavírus e da necessidade de controlar o contágio, além de evitar o aumento das internações na rede hospitalar. "Nossa intenção é fazer com que não ocorram aglomerações, especialmente à noite, no final de semana e para isso continuaremos a fiscalização e a campanha de conscientização", afirmou.

Schmitz informou que será reforçada a fiscalização a fim de evitar a aglomeração de pessoas, além do uso de máscaras e álcool gel, a fim de evitar a disseminação do vírus.

O último boletim epidemiológico de Carazinho registrava 446 casos ativos da doença, 920 pessoas em isolamento e 137 moradores que aguardam o resultado do exame. Até o momento, a cidade soma 145 óbitos por coronavírus. A UTI do Hospital de Caridade de Carazinho (HCC) está lotada, com 19 pacientes internados. Em leitos clínicos estão internadas 21 pessoas.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895