capa

Prefeitura de Sarandi amplia estrutura de recolhimento de lixo

Município adquiriu 50 contêineres para a coleta seletiva de resíduos na área urbana

Por
Agostinho Piovesan

A cidade produz 370 toneladas de resíduos por mês

publicidade

A Prefeitura de Sarandi, no Norte do Estado, adquiriu 50 contêineres para a coleta seletiva de lixo na área urbana. São 25 estruturas destinadas ao descarte de lixo seco e 25 para resíduos orgânicos. Segundo o prefeito Leonir Cardozo, foram investidos R$ 262 mil, recursos próprios do município.

Cardozo disse que os contêineres são de metal em aço galvanizado, mediando 3,2 metros quadrados e foram adquiridos da empresa Libremac, vencedora do processo licitatório. “Esta iniciativa busca disponibilizar locais para que sejam descartados de forma adequada os resíduos gerados pela população e também difundir a cultura de hábitos corretos com relação aos cuidados com o meio ambiente e saúde pública”, disse Cardozo.

A bióloga do Departamento Municipal de Meio Ambiente, Simone Tomazi, informou que os contêineres serão instalados em pontos estratégicos. “Essa medida garante que o lixo não ficará mais exposto sobre passeios e calçadas e vai contribuir com limpeza do município e o bem-estar da população”. Sarandi produz 370 toneladas de resíduos por mês. Todo o material é transportado até o aterro sanitário na cidade de Trindade do Sul, distante 58 km.