Prefeitura desativa Hospital de Campanha em Cachoeirinha

Prefeitura desativa Hospital de Campanha em Cachoeirinha

Agora, o atendimento para Covid-19 será realizado nas UBSs do município

Fernanda Bassôa

A prefeitura investiu mais de R$ 14 milhões no HC e recebeu R$ 600 mil de ajuda do Governo do Estado

publicidade

A Prefeitura de Cachoeirinha começou, no início desta semana, a desativação do Hospital de Campanha, que há mais de um ano foi montado no Ginásio de Esportes, no bairro Fátima, para atender a demanda dos infectados pelo novo coronavírus. A partir de agora, o atendimento a pacientes com Covid-19, que apresentem quadros graves, serão feitos na UPA Francisco de Medeiros.

Já os que apresentarem sintomas leves são recebidos em novos ambulatórios na UBS Odil Silva de Oliveira e, a partir desta quarta-feira, na UBS Décio Martins Costa, que ficarão abertas das 7h às 19h. Além das unidades para atendimento presencial, o atendimento via aplicativo segue disponível para consultas.

Os novos ambulatórios nas UBS Odil Silva de Oliveira e Décio Martins Costa terão atendimento médico 12 horas e, assim como na UPA, em alas separadas para evitar a contaminação. Todos os equipamentos utilizados no Hospital de Campanha estão sendo remanejados e seguirão sendo utilizados no atendimento da população, entre eles, os respiradores, camas, poltronas e medicações.

"Teremos três unidades municipais de atendimento para dar conta da demanda. Há 40 dias, tínhamos mais de 40 pessoas internadas e 200 atendimentos por dia e, na última sexta-feira, registramos apenas três internados e 30 atendimentos diários. Então temos uma certa tranquilidade para fazermos estas mudanças agora, mantendo a qualidade e a capacidade que tínhamos junto ao Ginásio”, explica Juliano Paz, secretário da Saúde.

Ao longo de um ano, o Hospital de Campanha realizou mais de 21 mil atendimentos. A prefeitura investiu mais de R$ 14 milhões no HC e recebeu R$ 600 mil de ajuda do Governo do Estado. “A pandemia ainda não terminou e precisamos nos cuidar. O ano de 2021 será o ano da superação. Será o ano em que poderemos nos preparar para voltar ao convívio social, com novos parâmetros, e que venceremos a pandemia”, destaca o prefeito, Miki Breier.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895