Prefeitura inicia castração cirúrgica de cães e gatos em Parobé

Prefeitura inicia castração cirúrgica de cães e gatos em Parobé

Ação de controle populacional é voltada para famílias de baixa renda e animais de rua

Stephany Sander

Além da castração, serão executadas ações educativas sobre a posse responsável de animais domésticos

publicidade

A prefeitura de Parobé deu início ao processo de castração cirúrgica de cães e gatos. A ação de controle populacional é voltada à esterilização de animais de famílias de baixa renda e de animais de rua. Os primeiros a passarem pelos procedimentos serão os do Loteamento Rosa, com previsão de abranger cerca de 50 cães e gatos. O serviço será realizado por uma clínica privada licenciada, com investimentos iniciais de R$ 30 mil, por parte da administração municipal.

Segundo o prefeito Diego Picucha, o controle populacional de cães e gatos, principalmente aqueles não domiciliados, é importante para garantir o controle das doenças como raiva, leptospirose e toxoplasmose, entre outras, transmitidas por estes animais, além de combater o abandono e os maus tratos. 

Foto: Eder Zucolotto / PMP / CP

Para auxiliar nesse processo de castração, o Conselho Municipal de Proteção e Bem-estar Animal e a Vigilância em Saúde fazem um processo de levantamento da população de cães e gatos pela cidade para identificar os animais que se enquadram. 

Além da castração, serão executadas ações educativas sobre a posse responsável de animais domésticos, junto às famílias atendidas pelos serviços de controle populacional de cães e gatos e também para o público em geral, em parceria com outros setores da administração pública municipal e também com entidades relacionadas ao bem estar animal.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895