Programa da UFSM tem mais de 9,5 mil inscritos

Programa da UFSM tem mais de 9,5 mil inscritos

O projeto 'Temas Emergentes e Ensino Híbrido para Educação Básica' é voltado aos profissionais da educação e demais interessados nas temáticas

Correio do Povo

publicidade

O programa “Temas Emergentes e Ensino Híbrido para Educação Básica”, da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), bateu a marca de mais de 9,5 mil inscrições. O projeto conta com a parceria de 65 cidades do RS e SC e a ação de extensão é vinculada ao Centro de Ciências Rurais (CCR).

A capacitação virtual já iniciou as palestras de três dos 18 cursos que estão previstos. Com duração de 40h cada, os cursos são destinados aos profissionais que atuam nas escolas de educação básica e pessoas interessadas nas temáticas. O objetivo do programa, coordenado pela professora Dra. Liziany Müller, é de formar redes de colaboração com a comunidade escolar e potencializar a democratização e a interiorização do ensino público, gratuito e com qualidade. “O sentimento é de orgulho, alegria e satisfação de participar desse momento de tamanha abrangência e importância”, comenta o reitor da UFSM, Paulo Burmann.

As capacitações virtuais ocorrem até dezembro e são totalmente gratuitas. É possível acompanhar as palestras pelo Google Sala de Aula (Google for Education) e pelo canal Capacitação Digital UFSM no YouTube. Ao todo, serão mais de 720h de atividades. Interessados ainda podem se inscrever pelo site de capacitação da Universidade. “A construção do conhecimento através da participação no programa é fruto de uma preocupação em habilitar, ainda mais, os profissionais da rede básica. O programa ofertado pela UFSM está sendo um marco na história da relação entre Instituição de Ensino Superior e as Instituições de Educação Básica”, destaca Rogério Corrêa, secretário de Educação de Santa Margarida do Sul, um dos municípios parceiros da iniciativa.

Quem já participou dos cursos têm expectativas altas para as demais palestras. “Estou muito encantada e aguardando para assistir aos próximos temas que serão abordados,” conta Inez Corbari, professora da rede municipal de Itapema, outro município participante, em Santa Catarina.

Veja Também


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895