Programa para reduzir o consumo de energia elétrica é lançado em Canoas

Programa para reduzir o consumo de energia elétrica é lançado em Canoas

Economia prevista é de R$ 1 milhão em 12 meses

Fernanda Bassôa

Programa está dividido em ações estruturais

publicidade

A Prefeitura de Canoas lançou nesta segunda-feira o Programa de Consumo Consciente de Energia com o objetivo de racionar energia elétrica propondo redução entre 10% e 20% no consumo. A meta de economia, de acordo com o programa, é de R$ 1 milhão em 12 meses, o que pode representar, aproximadamente, 800 mil kWh de consumo real.

O decreto, que estabelece as medidas para a redução do consumo de energia - no âmbito da administração municipal - foi assinado pelo prefeito Jairo Jorge. “Estamos na iminência de viver novamente um apagão em função da crise energética e, como gestores públicos, entendemos que a responsabilidade para evitar que cheguemos a este ponto é de cada um. Todos devem fazer sua parte e Canoas está mostrando a sua preocupação e consciência. Espero que possamos servir de inspiração para os demais municípios para que, somando esforços, consigamos superar essa crise”, afirma Jairo Jorge.

O Programa está dividido em ações estruturais, ações educativas e comportamentais, com retorno direto de economia. Nas questões estruturais, estão previstas a substituição de lâmpadas comuns pelas de LED, bem como utilização de sensores de presença em ambientes de uso transitório.

No eixo comportamental será realizada uma campanha educativa para o consumo consciente de energia elétrica nos espaços públicos orientando a população a realizar mudanças comportamentais simples, como evitar manter as luzes acesas em locais vazios. Com relação as ações educativas, a prefeitura prevê intervenções nas 85 escolas que compõem a rede municipal de ensino. Estas terão o valor economizado revertido integralmente, para ser utilizado conforme as necessidades identificadas pela direção.

De acordo com levantamento da Secretaria de Planejamento e Gestão, a Prefeitura de Canoas possui 564 pontos de energia elétrica, entre escolas, prédios das secretarias e órgãos públicos, equipamentos culturais, de esporte e lazer, entre outros, o que gera um custo mensal de quase R$ 1 milhão.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895