capa

Projeto em Santa Cruz do Sul busca captar recursos do Imposto de Renda para causas sociais

Trabalho de mobilização envolve um evento no próximo domingo

Por
Correio do Povo

publicidade

O Programa Destinar pretende ampliar a captação de recursos do Imposto de Renda (IR) para programas sociais em Santa Cruz do Sul. Criado por meio da parceria entre o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (Comdica) e a Receita Federal, o trabalho de mobilização envolve um evento no próximo domingo para destacar a importância da participação dos contribuintes. A partir das 15h30min, a Praça da Bandeira receberá a Banda do 7° Batalhão de Blindados (BIB) do Exército, na divulgação do Projeto Destinar.

Os contribuintes que pagarem o tributo até o dia 30 de abril podem destinar 3% para pessoas físicas e 1% de empresas que declaram o lucro real aos programas de proteção à criança e ao adolescente. As doações podem chegar a R$ 3 milhões caso ocorra a participação de todos os interessados.

Conforme o presidente do Comdica, Flávio Ramon, desde que o programa começou, o valor repassado ao Conselho mais que dobrou. No entanto, pode alcançar um patamar ainda maior se conseguir chegar a todos que podem fazer a destinação.

No primeiro ano do programa, em 2016, as doações atingiram R$ 189 mil, em 2017 totalizaram R$ 430 mil e no ano passado alcançaram R$ 458 mil. “Hoje, nós temos 39 entidades que são beneficiadas com estes recursos. Quanto mais se arrecada, maior é a inclusão dos projetos”, explica Ramon. 

A destinação de parte do imposto devido é feita no ato da declaração. O próprio sistema da Receita Federal indica a possibilidade de repassar até 3% do que se deve para o Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (FMDCA). Este é administrado pelo Comdica, que por meio de editais seleciona projetos das 39 entidades qualificadas para receberem os recursos.

O delegado da Receita Federal em Santa Cruz do Sul, Leomar Padilha, observa que, ao optar pela destinação de imposto, o sistema gera dois boletos de pagamento, um para a Receita Federal, outro para o Fundo.