Publicação destaca achado histórico-antropológico em Uruguaiana

Publicação destaca achado histórico-antropológico em Uruguaiana

A investigação científica teve o patrocínio da Unisinos e iniciou em 2006

Fred Marcovici

A Grande Estância de Yapeyú foi a maior estância jesuítica da América Latina no século XVIII

publicidade

O Instituto Anchietano de Pesquisas (IAP) lançou a Revista Antropologia em que apresenta trabalho realizado por arqueólogos e pós-graduados da universidade, sobre os testemunhos materiais da "Grande Estância missioneira de Yapeyú" sobreviventes no município de Uruguaiana. A investigação científica teve o patrocínio da Unisinos e iniciou em 2006.

A Grande Estância de Yapeyú foi a maior estância jesuítica da América Latina no século XVIII e servia de suporte alimentar aos Guarani missioneiros. Os testemunhos conservados no município de Uruguaiana são representativos dessas estâncias, havendo capelas, moradias, estruturas de manejo entre elas, currais, potreiros, açudes e partes do Caminho Real das Missões ainda transitadas. Os locais fazem parte da “Rota Jesuítica de Uruguaiana”, projeto de turismo cultural que está em desenvolvimento prestes a ingressar na fase prática. Os Trinta Povos Guarani formam o 4º Circuito Histórico mais importante do mundo, declarado pela UNESCO em 1997 e a Rota Jesuítica é um braço desse circuito.

A investigação científica elaborada pelo Instituto Anchietano de Pesquisas, contou com a participação dos pesquisadores Dagoberto Alvim Clos, Jairo Henrique Rogge, Pedro Ignácio Schmitz, José Afonso de Vargas, Marcus Vinicius Beber, Suliano Ferrasso. O trabalho, juntamente com o posterior tombamento dos locais listados, habilita Uruguaiana a pleitear recursos internacionais para a construção de um museu jesuítico, entre outros projetos derivados do estudo.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895