Quase 8 mil pessoas não tomaram segunda dose contra Covid-19 em Cachoeirinha, diz levantamento

Quase 8 mil pessoas não tomaram segunda dose contra Covid-19 em Cachoeirinha, diz levantamento

Município tem 62,9% da população com esquema de imunização completo, segundo Estado

Fernanda Bassôa

Cachoeirinha reforça importância de se tomar segunda dose contra o coronavírus

publicidade

Um levantamento feito pela prefeitura de Cachoeirinha aponta que cerca de 7,9 mil moradores do município já poderiam ter recebido a segunda dose da vacina contra a Covid-19, mas ainda não compareceram nas unidades de saúde. “É necessário reforçar que, somente com as duas doses, a imunização está completa e, ainda assim, agora estamos na fase de aplicação da dose de reforço, o que enfatiza ainda mais a importância desse esquema vacinal”, ressalta o secretário de Saúde, Juliano Paz.

Para quem tomou a vacina da Pfizer, a segunda dose está sendo aplicada nas unidades ESF Carlos Wilkens, Centro do Idoso, ESF José Ari, ESF José Ramos e UBS Ildo Caçapava (Nova Cachoeirinha). Para a AstraZeneca, deve-se procurar a ESF José Ramos, UBS Décio, ESF Jardim Betânia, ESF José Ari ou ESF Carlos Wilkens. Já para a segunda dose da Coronavac, a unidade responsável é a UBS Décio.

O intervalo entre primeira e segunda dose da Pfizer e AstraZeneca é de oito semanas. Para a Coronavac, que tem o prazo mais curto, é preciso esperar 28 dias. Cachoeirinha tem 77,6% da população com, pelo menos, a primeira dose e 62,9%, com o esquema vacinal completo, de acordo com estatísticas estaduais, o que equivale a mais de 82 mil pessoas.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895