Região de Bagé recebe bandeira preta no primeiro mapa definitivo de 2021

Região de Bagé recebe bandeira preta no primeiro mapa definitivo de 2021

Gabinete de Crise indeferiu quatro pedidos de reconsideração de bandeiras

Correio do Povo

Governo do RS divulgou o mapa definitivo da 35ª rodada do Distanciamento Controlado

publicidade

No primeiro mapa definitivo de 2021, a região de Bagé recebeu a bandeira preta, que representa risco altíssimo para contaminação do coronavírus, na 35ª rodada do Distanciamento Controlado. A divulgação foi feita nesta segunda pelo governo do Rio Grande do Sul. O Gabinete de Crise indeferiu os pedidos de reconsideração de bandeiras feitos por Bagé, Passo Fundo, Santo Ângelo e Cachoeirinha. 

O mapa definitivo tem vigência a partir da meia-noite desta terça e vai até a próxima segunda-feira, dia 11 de janeiro. 

As 13 regiões em bandeira vermelha são: Cachoeira do Sul, Canoas, Capão da Canoa, Caxias do Sul, Ijuí, Lajeado, Palmeira das Missões, Passo Fundo, Porto Alegre, Santa Cruz do Sul, Santa Rosa e Santo Ângelo. Já Santa Maria, Uruguaiana, Taquara, Novo Hamburgo, Guaíba, Cruz Alta e Erechim receberam bandeira laranja nesta rodada. 

Das 21 regiões, apenas Uruguaiana e Guaíba ainda não aderiram ao sistema de cogestão regional, que permite aos municípios adotar protocolos próprios compatíveis até o nível de restrição da bandeira anterior. 

 

De acordo com o governo estadual, o risco altíssimo de contaminação em Bagé é resultado da combinação entre a piora na ocupação de leitos por pacientes com Covid-19 na macrorregião Sul e o fato de a região apresentar bandeira preta no indicador de hospitalizações para cada 100 mil habitantes. Isso culminou no acionamento da nova regra do Distanciamento Controlado: a salvaguarda de bandeiras vermelha e preta. 

Implementada a partir desta 35ª rodada, a regra tem o objetivo de garantir que os níveis de risco alto e altíssimo sejam aplicados quando a capacidade hospitalar está próxima do limite e se evite o esgotamento de leitos.

Ainda conforme o governo, as regiões de Capão da Canoa, Porto Alegre, Santo Ângelo, Ijuí, Santa Rosa, Palmeira das Missões e Caxias do Sul receberam bandeira vermelha no mapa preliminar acionada pela salvaguarda. A região de Bagé foi a única a ter acionado a salvaguarda de bandeira preta.

Regra 0-0

De acordo com o mapa preliminar da 35ª rodada, 360 municípios (do total de 497) estão classificados em bandeira vermelha. Desses, 126 podem adotar protocolos de bandeira laranja, porque cumprem os critérios da Regra 0-0, ou seja, não têm registro de óbito ou hospitalização de moradores nos últimos 14 dias, desde que a prefeitura crie um regulamento local.

Dos seis municípios em bandeira preta, apenas três não registraram óbitos ou hospitalizações nos últimos 14 dias.

O levantamento completo da 35ª rodada está disponível neste link. 

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895