RS confirma 13 regiões em bandeira vermelha no Distanciamento Controlado

RS confirma 13 regiões em bandeira vermelha no Distanciamento Controlado

Gabinete de Crise negou os recursos enviados pelas áreas de Santa Maria e Passo Fundo

Correio do Povo

Região de Porto Alegre segue na bandeira vermelha no Distanciamento Controlado

publicidade

O governo do Rio Grande do Sul definiu, nesta segunda-feira, que as 13 regiões preliminarmente classificadas na bandeira vermelha vão permanecer como risco alto de contaminação para o coronavírus e esgotamento hospitalar na 40ª rodada do Distanciamento Controlado

O Gabinete de Crise negou os recursos enviados pelas áreas de Santa Maria e Passo Fundo, que pediam a reconsideração para a bandeira laranja, porque, além do alto risco epidemiológico, a salvaguarda atuou nos dois casos. 

As regiões em bandeira vermelha são: Porto Alegre, Capão da Canoa, Palmeira das Missões, Passo Fundo, Santa Maria, Santa Rosa, Santo Ângelo, Canoas, Cruz Alta, Ijuí, Novo Hamburgo e Taquara. Já as regiões de Bagé, Caxias do Sul, Guaíba, Pelotas, Cachoeira do Sul, Erechim, Lajeado e Uruguaiana estão em bandeira laranja. 

As medidas do Distanciamento Controlado passam a valer oficialmente a partir da meia-noite desta terça-feira até 15 de fevereiro.

Nesta segunda-feira, o Rio Grande do Sul teve 34 novas mortes registradas pela Secretaria Estadual de Saúde (SES) e, com isso, o Estado passou a contabilizar 11.028 vítimas fatais em decorrência do coronavírus desde o início da pandemia, nos últimos 11 meses.

Regra 0-0 e cogestão

De acordo com o mapa preliminar da 40ª rodada, 308 de 497 municípios estão classificados em bandeira vermelha. Desses, 126 podem adotar protocolos de bandeira laranja, porque cumprem os critérios da Regra 0-0, ou seja, não têm registro de óbito ou hospitalização de moradores nos últimos 14 dias, desde que a prefeitura crie um regulamento local.

De acordo com o governo estadual, Santa Maria não faz parte da cogestão, portanto, deve seguir as regras estaduais de bandeira vermelha. Passo Fundo e outras 11 regiões que aderiram ao sistema de cogestão regional podem adotar os protocolos próprios compatíveis até o nível de restrição da bandeira laranja. 

As seis regiões classificadas em laranja participantes do sistema de cogestão podem utilizar protocolos de bandeira amarela. Guaíba e Uruguaiana são as únicas que não aderiram ao modelo e, por isso, devem seguir os protocolos estaduais de bandeira laranja.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895