São Borja e Uruguaiana realizam ações em combate ao abuso e à exploração sexual infantojuvenil

São Borja e Uruguaiana realizam ações em combate ao abuso e à exploração sexual infantojuvenil

Medidas visam convocar toda a sociedade para o compromisso de proteger esse público

Fred Marcovici

Em São Borja, as atividades serão realizadas no Parcão

publicidade

O Centro de Referência Especializado em Assistência Social (Creas) e o Conselho Tutelar de São Borja desenvolvem nesta quarta-feira, a partir das 14h, no Parque Esportivo General Vargas (Parcão), um grande evento para marcar o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes. O objetivo é convocar toda a sociedade para o compromisso de proteger esse público.

Município intensificará a campanha de divulgação, palestras nas escolas e entrevista nos meios de comunicação. A ideia é realizar atividades de mobilização da sociedade com foco na prevenção, que envolvam a divulgação do Disque Direitos Humanos – Disque 100, serviço gratuito que funciona 24h, nos sete dias da semana, para receber denúncias de violências.

Além do evento no Parcão, os organizadores também convidam a população a apoiar e usar uma flor, como forma de divulgar a flor símbolo da infância, que representa a vulnerabilidade infantojuvenil frente ao abuso e exploração sexual, com a campanha “Faça Bonito. Proteja nossas crianças e adolescentes”.

A data de 18 de maio foi instituída em 2000 pelo projeto de lei 9970/00. A escolha se deve ao assassinato de Araceli, uma menina de 8 anos que foi sequestrada, drogada, estuprada e morta por jovens de classe média alta, no dia 18 de maio de 1973, em Vitória (ES). Esse crime, apesar de sua natureza hedionda, até hoje permanece impune.
Os organizadores da mobilização em São Borja destacam que o combate ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolescentes passa por ações de diversas áreas e necessita da atuação de todos os órgãos que compõem o Sistema de Garantia de Direitos e a Rede de Proteção. No entanto, a participação da sociedade na denúncia dos crimes e na proteção das crianças e adolescentes é fundamental.

A Prefeitura de Uruguaiana, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), também está promovendo ações especiais nesta quarta-feira, em alusão a data. O projeto, também executado pelo Centro Especializado de Assistência Social (Creas), teve na manhã desta quarta-feira um espaço em emissoras da cidade. A equipe expôs à comunidade alguns trabalhos e formas de abordar e combater abusos. Após, o grupo se dirigiu à Praça Barão do Rio Branco, onde ficará até as 16h. No local, a equipe do Creas vai dialogar com a população e mostrar às pessoas os meios de suporte para denunciar e conscientizar sobre a pauta.

No início de maio, durante o lançamento da campanha, foi ofertada a professores, coordenadores, psicólogos e assistentes sociais do município a formação continuada “Tecendo Alternativas ao Enfrentamento da Exploração Sexual”. A iniciativa foi uma parceria entre a Secretaria Municipal de Educação (Semed), Creas e Residência Multiprofissional em Saúde Mental (Unipampa).

Veja Também


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895