São Borja recebe reforço em equipes de combate à dengue
capa

São Borja recebe reforço em equipes de combate à dengue

Município permanece como área de risco no Estado

Por
Fred Marcovici

Município permanece como área de risco no Estado

publicidade

Com a proximidade do verão, equipes de agentes de endemias do Serviço de Vigilância em Saúde de São Borja estão sendo treinadas para as ações de prevenção e controle ao mosquito Aedes aegypti. Agentes comunitários de saúde também serão incorporados ao trabalho de prevenção no município.

Nesta terça-feira, no Instituto Federal Farroupilha (IFF), acontece a capacitação conjunta de agentes de endemias e saúde ministradas por técnicos da 12ª Coordenadoria Regional de Saúde e do Serviço de Vigilância Sanitária. O grupo de enfermeiros da Estratégia Saúde da Família (ESF) também são orientações no combate aos focos de proliferação do mosquito. 

A diretora técnica do Serviço de Vigilância Sanitária, Janaína Leivas, destaca o temor pelo aumento na proliferação do mosquito a partir da elevação das temperaturas e regime de chuvas frequentes. Ela acrescenta que o processo faz aumentar os riscos das doenças transmitidas pelo mosquito, como dengue, Chikungunya, Zika vírus e febre amarela.

Na última edição do levantamento por amostragem, a cidade registrou incidência média de 1,4%. O índice baixo é atribuído ao inverno seco e às baixas temperaturas. São Borja, ainda assim, permanece como área de risco no Rio Grande do Sul.