São Sebastião do Caí faz ajustes junto à CEF para disponibilizar FGTS aos atingidos pelas enchentes

São Sebastião do Caí faz ajustes junto à CEF para disponibilizar FGTS aos atingidos pelas enchentes

Previsão é que cerca de 2,5 mil pessoas tenham direito ao saque

Stephany Sander

Os valores estavam previstos para serem liberados no último domingo

publicidade

A Prefeitura de São Sebastião do Caí busca superar o impasse burocrático junto à Caixa Econômica Federal (CEF) envolvendo o Fundo de Garantia de Tempo de Serviço (FGTS), que impediu a liberação do aplicativo para os moradores atingidos pelas enchentes no município. Os valores estavam previstos para serem liberados no último domingo.

A expectativa agora, é que a habilitação do município, necessária para possibilitar acesso dos moradores das áreas alagáveis ao App, seja confirmada ao longo da semana. “O que ocorreu é que, segundo o formulário padrão da Caixa, preenchemos os dados contemplando todos os moradores das ruas atingidas pelas cheias, conforme previsto no manual da CEF, sem numerar casa por casa. Só que a gestão do aplicativo do FGTS queria todos os números das residências atingidas, o que travou a liberação”, afirma o Coordenador da Defesa Civil, Pedro Griebler.

Ele destaca ainda que na segunda-feira, pela manhã, foi feito contato com a gerência local e a superintendência da Caixa, responsável pelo FGTS.

Os trabalhadores com direito ao chamado FGTS da enchente que necessitem de comprovação de endereço devem dirigir-se ao atendimento disponibilizado no Centro de Cultura para obter o documento. A previsão é que cerca de 2,5 mil pessoas tenham direito ao saque do fundo de garantia, o que representa pagamentos que podem chegar a R$ 9 milhões.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895