Santa Casa de Rio Grande deve disponibilizar mais 10 leitos de UTI Covid nesta semana

Santa Casa de Rio Grande deve disponibilizar mais 10 leitos de UTI Covid nesta semana

Município é uma das duas cidades referência para tratamento do coronavírus no Sul do Estado

Angélica Silveira

O custo aproximado dos 10 leitos é de R$ 1 milhão

publicidade

A Santa Casa de Rio Grande deverá disponibilizar mais dez leitos adultos de UTI Covid-19 até o próximo domingo. O secretário Municipal de Saúde, Maicon Lemos, confirmou a informação. “Os leitos serão inaugurados nesta semana, até domingo certamente. Isto ainda não ocorreu pois faltam alguns equipamentos, como monitores, por exemplo, que atrasaram a entrega e alguns ajustes na estrutura física”, justifica. Para estes leitos serão utilizados os respiradores destinados pelo Governo Estadual.

A iniciativa também teve apoio do Ministério Público do Trabalho, de doações particulares e também recursos federais. O custo aproximado dos 10 leitos é de R$ 1 milhão. Com isto, Rio Grande que é uma das duas cidades referência para tratamento do coronavírus no Sul do Estado, junto com Pelotas, dobra sua capacidade de leitos adultos de UTI Covid-19. A direção da Santa Casa não confirmou a data para disponibilidade dos leitos. Durante a tarde desta quarta-feira, a ocupação dos leitos era de 70% na UTI Covid do hospital. Dos dez leitos disponíveis, sete estavam ocupados.

No Hospital de Caridade de Canguçu é aguardado até o final desta semana o alvará de funcionamento do Governo do Estado para a reabertura de 10 leitos de UTI. Dois destes serão utilizados exclusivamente para o tratamento de pacientes com Covid-19.

Em Pelotas, no último final de semana mais 10 leitos de UTI adulto passaram a funcionar em uma parceria entre o município e o Hospital Beneficência Portuguesa. Com isto, a cidade passou a ofertar 40 leitos de UTI adultos e cinco infantil. Destes, 33 adultos e uma criança ocupavam leitos de UTI na tarde desta quarta-feira. A cidade tem 20 leitos de UTI alugados que ainda não foram disponibilizados a população, pois estão sendo realizadas adequações estruturais no Hospital Escola da Universidade Federal de Pelotas e falta contratação de equipe especializada.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895