Santa Cruz do Sul e Vera Cruz fazem pulverização contra o mosquito da dengue

Santa Cruz do Sul e Vera Cruz fazem pulverização contra o mosquito da dengue

A operação segue durante toda a semana em diversas regiões dos municípios

Otto Tesche

publicidade

Uma equipe do Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs) se aliou às ações com o objetivo de tentar eliminar o mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, em Santa Cruz do Sul e Vera Cruz. A pulverização espacial veicular de Ultra Baixo Volume (UBV), popularmente conhecido como fumacê, ocorre desde segunda-feira nas áreas com maior número de focos em Santa Cruz do Sul.

O primeiro bairro que recebeu o trabalho foi o Ana Nery, seguido pelo Santa Vitória, Bonfim, Senai, Pedreira e Schultz. A operação segue durante toda a semana em outras regiões. A Vigilância Sanitária da Secretaria Municipal de Saúde informou que a aplicação é segura e não há nenhum risco para a população.

A pulverização no município de Vera Cruz ocorre desde às 6h30 desta quinta-feira. O inseticida está sendo aplicado no bairro Arco-Íris e em alguns locais do bairro Cipriano de Oliveira, localidades que apresentam o maior foco da doença. O mecanismo utilizado serve para eliminar insetos em sua fase adulta.

A Secretaria de Saúde de Vera Cruz alerta sobre a necessidade de os criadores de abelhas protegerem as colmeias durante a aplicação para que as mesmas não sejam prejudicadas pelo uso do produto. Para a saúde humana, o uso do produto não gera prejuízos. Inclusive, orienta-se que a população deixe portas e janelas abertas quando o veículo do fumacê passar pela rua. Assim, as gotículas do inseticida chegarão até o interior das residências, onde normalmente o Aedes aegypti se abriga.

Outra recomendação à população é cobrir com plástico ou tecido gaiolas de pássaros, lavar com água e sabão os bebedouros de animais após a aplicação do inseticida e manter-se longe do veículo enquanto estiver ocorrendo a aplicação. Pessoas acamadas, recém-nascidos e alérgicos devem sair da área de aplicação ou permanecer em um cômodo fechado.

 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895