Santa Maria faz mutirão de recuperação dos estragos causados pelo temporal

Santa Maria faz mutirão de recuperação dos estragos causados pelo temporal

Mantenedouro de Fauna São Braz trabalha no recebimento de animais vítimas do vendaval

Renato Oliveira

Em São Vicente do Sul, a força do vento arrancou o telhado do prédio da agronomia do Instituto Farroupilha

publicidade

A quinta-feira foi de mutirão de recuperação dos prejuízos acarretados pelo temporal que atingiu a região de Santa Maria na tarde de quarta-feira. Vários moradores das regiões Oeste e Sul do município receberam lonas da Defesa Civil e do Corpo de Bombeiros. A Secretaria de Mobilidade Urbana recuperou diversos semáforos que foram danificados pela força do vento.

No Mantenedouro de Fauna São Braz, localizado no distrito de Boca do Monte, oito voluntários, com a coordenação de uma veterinária, trabalharam no recebimento de animais vítimas do vendaval. “Como é época de reprodução das espécies, muitos ninhos foram destruídos pelo temporal”, informou o administrador Santo de Jesus Braz.

Foram enviados para o Mantenedouro filhotes de pombas, sabiás, bem-te-vi, caturritas, corujas, gato-do-mato e macacos. Os filhotes foram levados para o local pelas Secretárias do Meio Ambiente das prefeituras e por entidades de proteção aos animais dos municípios de São Vicente do Sul, Restinga Seca, Nova Palma e São Borja.

Em São Vicente do Sul, a força do vento arrancou o telhado do prédio da agronomia do Instituto Farroupilha. "Foi impressionante a força do vento", comentou o professor Rodrigo Peixoto. “Graças à Deus que não tivemos vítimas”, concluiu.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895